Nova Zona Azul de Mogi poderá ter mais vagas, preço atual mantido e ser paga com cartões de débito e crédito

Reunião com antecipação de novidades ocorreu na manhã desta terça-feira, 23, na sede da Associação Comercial de Mogi das Cruzes

 

DE MOGI DAS CRUZES – Comerciantes de Mogi das Cruzes e o secretário municipal de Transportes, José Luiz Freire de Almeida, se reuniram na manhã desta terça-feira (23/04) para discutir as novidades no sistema de estacionamento rotativo da cidade, a popular Zona Azul. O encontro foi realizado na sede da Associação Comercial de Mogi das Cruzes (ACMC).

Entre os assuntos apresentados pelo secretário estão a ampliação no número de vagas de Zona Azul em Mogi das Cruzes e as novidades do sistema prevista com o novo contrato do serviço.

“Temos a possibilidade de ampliar o número de vagas de Zona Azul na cidade, mas nossa intenção é que os comerciantes, que vivem o dia a dia das regiões, nos indiquem locais onde há interesse. Além disso, teremos a modernização do sistema”, afirmou José Luiz.

Entre as regiões que têm a possibilidade de receber vagas de Zona Azul estão o distrito de Braz Cubas, o Centro, o Mogilar, o Centro Cívico, o Parque Monte Líbano e o Jardim Santista. Neste último caso, por conta do grande número de clínicas médicas, a Secretaria Municipal de Transportes estuda a possibilidade de adotar um tempo diferenciado no local, possibilitando o estacionamento por até quatro horas.

Valor não deve ser alterado

Atualmente, o sistema de estacionamento rotativo de Mogi das Cruzes conta com 1.092 vagas. O valor da Zona Azul não terá alteração e no começo de maio será iniciado o trabalho de revitalização das vagas existentes e a troca dos parquímetros atuais por outros, mais modernos.

Entre as novidades previstas com o novo contrato estão os parquímetros sustentáveis, com energia solar, a possibilidade de pagamento com cartões de débito e crédito, a visualização de vias com vagas livres por meio do aplicativo, postos de venda móveis (com as orientadoras) e fixos (no comércio). Além disso, o motorista não precisará deixar o comprovante de pagamento no painel. Com o novo sistema, no momento do pagamento, será digitada a placa do veículo e a conferência será informatizada, da mesma forma como já acontece com o aplicativo.

“Outra novidade é que as vagas para idosos e pessoas com deficiência ficarão mais próximas aos parquímetros. Esta é a demanda da população e também facilitará a circulação destas pessoas”, explicou José Luiz.

Quem baixar o aplicativo da Estapar poderá visualizar as vagas livres e ocupadas por setor e quadra. As linhas verdes mostrarão as ruas com 40% de ocupação, as amarelas aquelas com 70% e as vermelhas apontarão as vias acima deste limite.

No último dia 12, o secretário fez uma reunião com vereadores para explicar o sistema que será implantado em Mogi das Cruzes.

Associação Comercial discute ampliação de vagas com comerciantes

Após a reunião da manhã desta terça-feira (23/04), com o secretário municipal de Transportes, José Luiz Freire de Almeida , nas próximas semanas, diretores da Associação Comercial de Mogi das Cruzes (ACMC) se reunirão com comerciantes das regiões de Braz Cubas, Mogilar, Jardim Santista e Centro para discutir a proposta de ampliação de vagas do Estacionamento Rotativo Pago (Zona Azul). O resultado dos debates deverá ser entregue ainda neste semestre à Prefeitura.

Segundo o diretor da Associação Comercial, Roberto Assi, as mudanças propostas irão facilitar o trânsito no Centro da Cidade porque não permitirão que o veículo ocupe a mesma vaga o dia todo. “A regularização não será mais permitida, então, a rotatividade realmente existirá e a renovação de vagas será muito maior. A ampliação de vagas de estacionamento rotativo é uma necessidade. Vamos consultar os comerciantes das regiões que estão nesta proposta apresentada pela Prefeitura para que eles se posicionem a favor ou não disso. Aqueles que acharem que há mesmo esta carência serão a favor. Os moradores serão contra. É preciso um equilíbrio. Todos terão que ceder um pouco. Intermediar isso é a colaboração da Associação Comercial e para que cheguemos a um consenso será preciso a participação e apoio de toda a população”, avalia.

Os comerciantes que participaram do encontro de hoje já se posicionaram favoráveis à ampliação de vagas de estacionamento rotativo. “Hoje, os consumidores estão deixando de vir ao Centro porque reclamam da falta de estacionamento. Os comércios são os primeiros a sofrer com este problema e aumentar o número de vagas de Zona Azul já facilitara o acesso das pessoas”, avalia Silvana Ferreira Soprano, boxista do Mercado Municipal.

Também comerciantes do Centro, Sucena Maria William Cury e Cristina Cury, das Lojas Sucena, apontam ainda a necessidade de criação de novas áreas destinadas à carga e descarga. “O movimento dos caminhões de carga e descarga, a falta de estacionamento e o trânsito prejudicam ainda mais as vendas no Centro, por isso esta região da Cidade, que tem o Mercadão, lojas tradicionais, preço, qualidade e variedade, acaba perdendo força”, apontam.

 

O secretário José Luiz apresentou as novidades sobre o estacionamento controlado e ouvirá sugestões dos comerciantes sobre locais para ampliação de vagas – Foto: Ney Sarmento/PMMC