Todos os bebês de Mogi das Cruzes, Itaquaquecetuba e outras 37 cidades devem ser vacinados contra o Sarampo

 

DE SÃO PAULO – A partir desta segunda-feira (12/07), o Estado de São Paulo vai vacinar contra o sarampo bebês com idade entre 6 meses a menores de 12 meses de 39 cidades paulistas que registraram casos da doença. A lista de municípios pode ser conferida abaixo e nela estão Mogi das Cruzes, Itaquaquectuba e Guarulhos – as três no Alto Tietê – região que ocupa a porção leste da Grande São Paulo.

A informação de que as três cidades estavam com o chamado “surto ativo” da doença já havia sido divulgada pelo CORREIO INDEPENDENTE no final de julho.

Vale lembrar que a medida também inclui a aplicação de doses em crianças nessa faixa etária que vão se deslocar para essas cidades. Nesses casos, a vacinação deve ser feita pelo menos 15 dias antes das viagens.

A vacina tríplice viral protege contra sarampo, rubéola e caxumba. A aplicação da chamada “dose D” tem o objetivo de proteger as crianças e não será contabilizada no calendário nacional de vacinação. Ou seja, os pais ou responsáveis deverão levar as crianças aos postos para receber a tríplice viral aos 12 meses e também aos 15 meses para aplicação do reforço com a tetraviral, que protege também contra varicela.

Após a aplicação da “dose D”, é preciso aguardar pelo menos 30 dias para aplicação da tríplice aos 12 meses, como prevê o calendário. A relação dos municípios com indicação será atualizada semanalmente, com base na situação epidemiológica. Se necessário, novas cidades serão incluídas na estratégia.

 

Casos

As notificações entre crianças menores de 12 meses de idade representam 13,6% dos 967 casos existentes no Estado hoje. É importante frisar que 80% do total de casos se concentram na Capital, com 778.

Paralela a essa nova medida, segue a campanha de vacinação contra sarampo focada em jovens de 15 a 29 anos em 15 municípios da Grande São Paulo. Desde 10 de junho, 1,2 milhão de pessoas nessa faixa etária foram imunizadas. A meta é vacinar 4,4 milhões até o dia 16 de agosto, data de encerramento da campanha.

Relação das cidades que requerem imunização de bebês de 6 meses a menores de 12 meses

Atibaia
Barueri
Caçapava
Caieiras
Campinas
Capital – São Paulo
Carapicuíba
Diadema
Embu
Estrela D’Oeste
Fernandópolis
Francisco Morato
Guarulhos
Hortolândia
Indaiatuba
Itapetininga
Itaquaquecetuba
Jales
Jundiaí
Mairiporã
Mauá
Mogi das Cruzes
Osasco
Peruíbe
Pindamonhangaba
Praia Grande
Ribeirão Pires
Ribeirão Preto
Rio Grande da Serra
Santo André
Santos
São Bernardo do Campo
São Caetano do Sul
São José do Rio Preto
São José dos Campos
Sorocaba
Sumaré
Taboão da Serra
Taubaté

_____________

Mogi inicia vacinação extra contra o sarampo em bebês de 6 meses a 12 meses

 

DE MOGI DAS CRUZES – Mogi das Cruzes começa nesta semana a vacinar os bebês de seis meses a 12 meses contra o sarampo, conforme recomendação do Ministério da Saúde para municípios com casos confirmados. A dose está disponível em todos os Postos de Saúde e unidades do Programa Saúde da Família (PSF) e é obrigatória a apresentação da caderneta de vacinação e documento de identificação da criança.

O Estado de São Paulo tem 39 cidades com vacinação recomendada nesta faixa etária. A dose extra da vacina protege contra o sarampo, a caxumba e rubéola, mas não substitui o calendário normal. Desta forma, depois desta dose, os pais precisam levar as crianças aos 12 meses, e aos 15 meses para novas vacinações. “Trata-se de uma proteção a mais para esse período de surto com objetivo de reduzir o risco entre as crianças e conter o avanço dos casos”, explica a chefe da Vigilância Epidemiológica, Lilian Peres Mendes.

No último sábado (10/08), a Secretaria Municipal de Saúde realizou varreduras de vacinação contra o sarampo em quatro quarteirões onde foram confirmados casos da doença. Os técnicos estiveram na Vila Lavínia, Biritiba Ussú, Mogilar e Vila Natal e imunizaram 312 pessoas. O trabalho faz parte da nova rotina de ações para conter o avanço do sarampo em Mogi das Cruzes. Até o momento, o município recebeu 54 notificações suspeitas, das quais nove casos foram confirmados, cinco foram descartados e 40 aguardam resultados de exames.

Rotina

Em todas as unidades de saúde, também é possível realizar a vacinação de rotina para atualização de cadernetas, conforme orientações do Ministério da Saúde. A vacina é aplicada aos 12 meses, com reforço aos 15 meses, sendo que crianças, adolescentes e jovens adultos com idade entre 1 e 29 anos devem ter duas doses da vacina. Quem tem entre 30 e 59 anos precisa ter uma dose comprovada. Em caso de dúvida, procure um Posto de Saúde ou entre em contato com a Vigilância Epidemiológica pelo telefone 4798-6768.

_____________