Suspeitos de assalto no Mogi Shopping eram da empresa de segurança do próprio centro de compras. E já estão presos

Para surpresa da PM, o 2 suspeitos atuavam na Padrão Segurança, empresa que é responsável pelo serviço no shopping mogiano

 

PAULO QUARESMA  – DO CORREIO INDEPENDENTE – Os dois suspeitos de roubarem um malote que seria depositado em uma das agências bancárias do Mogi Shopping, no fim da manhã desta segunda-feira (12/08) foram presos pela Polícia Militar, que revelou que eles são funcionários da empresa terceirizada que faz a segurança do local.

Os suspeitos são o líder de vigilância Gabriel Azevedo de Oliveira Esteves, de 25 anos e o vigilante Edmilson Francisco Silva, de 24, que trabalhavam na Padrão Segurança e Vigilância, empresa que atua no próprio shopping mogiano. Quarenta e cinco minutos antes do roubo no centro de compras mogiano, eles roubaram um carro da empresa de telefonia Vivo, no bairro do Mogilar, fizeram o técnico técnico Bento da Silva Júnior, de 26 anos, que terminava um atendimento, de refém e foram até o Mogi Shopping. Lá, surpreenderam funcionárias da Estapar Estacionamentos, quando elas faziam depósitos individuais nos caixas eletrônicos do Banco Itaú.

Segundo o tenente Rogério Rodrigues, dos setores de Comunicação Social e Operações do 17º Batalhão da Polícia Militar Metropolitano (17º BPM , o malote continha R$ 35 mil, mas a dupla só conseguiu um envelope, onde havia R$ 250,00. O tenente revelou ainda que o segundo carro roubado pela dupla, para a fuga, é um BMW de uma senhora que chegava ao shopping.

Ao contrário da primeira versão, o tenente esclareceu que a dupla se dividiu após o roubo. Um saiu no carro da cliente do shopping pela Rua Professor Álvaro Pavan – que fica entre a parte de trás do Mogi Shopping e os trilhos da Rede Ferroviária Federal, enquanto o outro fugiu a pé – pela linha de trem, já que o acesso é fácil por redes onde há vários buracos.

O que foi de carro abandonou o veículos nas ruas próximas do shopping, que terminam na linha de trens, e também seguiu pelos trilhos. Antes, ele tirou a blusa que usava, colocou dentro de uma mochila e jogou debaixo de um carro estacionado. Mas se esqueceu dentro do bolso um documento de identidade o o crachá da Padrão.

O tenente Rogério Rodrigues disse que o vigilante Edmilson Francisco Silva foi preso quando fugia da casa dele, na Vila Moraes, após ter tomado banho. Já o líder de vigilância, Gabriel Azevedo de Oliveira, foi detido pelos policiais quando saia da mata existente entre o Mogi Shopping e a casa de shows Vacaloca. “Quando o helicóptero Águia, que nos deu apoio nas buscas, foi embora, ele acho que estava tudo seguro e saiu da mata, quando foi preso”, contou o oficial.

Os dois veículos roubados pela dupla para praticar a ação – o da empresa de telefonia e da senhora, cliente do shopping, foram levados para o 1º Distrito Policial de Mogi, onde serão devolvidos aos proprietários. Com eles foram apreendidos documentos, uma faca, a blusa de moleton que um deles jogou debaixo de um carro, uma bolsa, mochila, uma pistola de airsoft, dinheiro e crachás funcionais.

Procurada pela reportagem do CORREIO INDEPENDENTE, a Padrão Segurança e Vigilância não se pronunciou.

Já a Estapar, que cuida do estacionamento do shopping mogiano de de outros grandes empreendimentos na cidade, respondeu, por e-mail: Após o ocorrido, as autoridades competentes foram acionadas e estão investigando o caso”. A empresa não se pronunciou sobre o risco de grandes quantias, como a desta segunda-feira (R$ 35 mil), serem manipuladas para depósitos individuais nos caixas de autoatendimento do Itaú. Vale lembrar que depósitos em dinheiro podem ter, no máximo, 50 notas por envelope.

A direção do Mogi Shopping, por meio da assessoria de imprensa, informou por e-mail “que juntamente com o lojista está apurando os fatos e colaborando com as investigações”.

O líder de vigilância da empresa Padrão, Gabriel Azevedo de Oliveira. Foto Hélio Torchi / Divulgação
O vigilante Edmilson Francisco Silva, também da Padrão. Foto: Hélio Torchi / Divulgação

Com a dupla, a PM apreendeu uma arma de airsoft, faca, mochila e outros objetos. Foto: Hélio Torchi / Divulgação