Sob liminar, passagens de ônibus em Mogi baixam de R$ 4,50 para R$ 4,25, desde quinta-feira, 4 de julho

 

PAULO QUARESMA – DO CORREIO INDEPENDENTE – Desde a madrugada desta quinta-feira (04/07), a tarifa dos ônibus que fazem as linhas municipais de Mogi das Cruzes foram reduzidas de R 4,50 para R$ 4,25, por uma determinação judicial do juiz  Bruno Machado Miano, da Vara da Fazenda Pública de Mogi, que concordou com um pedido do Ministério Público Estadual e determinou que o valor da passagem  (leia mais abaixo). A medida vale para as duas concessionárias do serviço na cidade – a CS Brasil, do Grupo JSL Julio Simões – e a Princesa do Norte, mas ainda cabe recurso dessa decisão.

E até que uma das empresas consiga derrubar essa liminar – visto que as duas concessionárias devem recorrer – o preço das tarifas continua R$ 0,25 mais barato do que era cobrado até a quarta-feira (03/07). Na decisão, o juiz determinou que a desobediência acarretará multa diária no valor de R$ 100 mil para cada companhia, no prazo de 30 dias.

 

Usuários gostaram

O radialista Marcelo Arruda conta que pegou um ônibus da linha que serve o bairro do Santo Ângelo, da CS Brasil, e pagou em dinheiro. “O valor já estava R$ 4,25. Mas acredito que quem paga em cartão nem sabe que está pagando menos. Só quem paga em dinheiro. E se houver algum ônibus ainda cobrando o valor de R$ 4,50,  de antes da decisão judicial, se o passageiro pagar no cartão, nem vai perceber, considerou. Ele conta que ainda perguntou para o motorista, mas só depois viu que nos vidros perto da catraca havia um adesivo com o novo preço.

Já a assistente administrativa Walquíria Blaustein diz que veio de Cezar de Souza para o Centro, diz que pagou R$ 4,50, e só soube de que o preço atual é R$ 0,25 mais barato ao chegar no serviço. Ela diz que paga a passagem em dinheiro. Ela não soube dizer se era um ônibus da CS ou da Princesa do Norte.

Nesta sexta-feira (05/07), a reportagem percorreu alguns terminais, e os passageiros contam que o valor cobrado foi de R$ 4,25, cumprindo a determinação do juiz Bruno Miano. “É bom, e tomara que não haja um retorno ao valor atual, embora ambos sejam caros. Já participei de abaixo-assinados contra os valores das tarifas em Mogi, pois acho desproporcional com São Paulo, por exemplo, onde os percursos são muito maiores, e lá, pelo que eu sei, custa R$ 4,30”, reclama o ajudante de mecânico Jefferson Moreira.

Até um deputado estadual – Estevam Galvão, de Suzano – comentou pelas redes sociais a decisão do juiz de Mogi. “Nesta quinta-feira, quem pega os ônibus municipais em Mogi das Cruzes teve uma grata surpresa: passagem R$0,25 mais barata. A justiça determinou a correção no valor após julgar improcedente a isenção do ISS concedida às empresas”, disse ele pelo Twitter.

Benedito Pedro Araujo concorda com a decisão judicial, e acha ainda que a tarifa segue cara em Mogi, e aproveita para reclamar de outro problema – o da não isenção de quem tem mais de 60 anos no pagamento da passagem. “Eu converso com muita gente, de outras cidades, do litoral, interior e até da Capital, e cheguei a conclusão de que Mogi Das Cruzes é uma das poucas cidades do Brasil onde idosos com 60 anos de idade pagam passagem de ônibus”, reclama.

 

Clique e veja a íntegra da liminar suspendendo aumento da tarifa de ônibus em Mogi das Cruzes

 

Foto: Marcelo Arruda / Divulgação

________________

RELEMBRE REPORTAGEM SOBRE LIMINAR QUE OBRIGOU QUEDA NA TARIFA DOS ÔNIBUS MUNICIPAIS EM MOGI