Sítio em Sabaúna mantinha galos enjaulados e sob maus-tratos

Denúncia anônima levou os policiais a um sítio no distrito de Sabaúna onde aves sofriam maus-tratos

 

DO CORREIO INDEPENDENTE – Uma denúncia anônima levou a Polícia Militar Ambiental (PMA) a encontrar cerca de duas dezenas de galos enjaulados, em situação de maus-tratos, neste sábado (10) no distrito de Sabaúna, em Mogi das Cruzes. As aves foram resgatadas num sitio e a suspeita da polícia é que seriam animais para participarem de rinhas de lutas, o que é crime ambiental.

O local onde os policiais encontraram e confirmaram que os animais estavam em situação de maus-tratos fica na Estrada Romilda Percorari Nor. O local não tinha ventilação, iluminação, mas a sujeira er muito grande.

De acordo com a PMA, o dono do local foi encontrado e levado para a delegacia de polícia. No 1º Distrito Policial de Mogi, no Parque Monte Libano, ele admitiu ser proprietário de parte das aves. Ainda segundo a polícia, ele já havia sido flagrado em situação de maus-tratos a animais há cinco anos, em 2013.

O estado das aves, com ferimentos próximos ao pescoço, indicam que elas podem ter participado de rinhas de lutas, o que, segundo o artigo 32 da Lei Federal 9.605/98. é crime ambiental. Esse artigo é claro e tipifica o crime: “Praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos: Pena – detenção, de três meses a um ano, e multa.

História

Antigamente as rinhas de galos eram amplamente praticadas no Brasil, e foram proibidas em 1934 no governo de Getúlio Vargas. Em 1941, passaram a ser consideradas contravenção penal. Em 1961, durante o governo de Jânio Quadros, as brigas de galos de forma geral foram proibidas através do Decreto nº 50.620/1961, o que foi reforçado como crime ambiental na Lei Federal 9.605/98.

Denúncias

Denúncias de crime ambientais em geral, e contra animais, podem ser feitas na sede do 1º Batalhão da 5ª. Cia, 2º Pelotáo da Polícia Militar Ambiental fica na Rua Rogerio Tacola s/nº, bairro Socorro, Mogi Das Cruzes (ao lado do Centro Esportivo do Socorro), telefone 4799-6427, ou pelo telefone do Copom 190 ou ainda para o e-mail 1bpamb5cia2pel@policiamilitar.sp.gov.br

Foto: Polícia Militar Ambiental (PMA) / Divulgação

.