Site 123 Importados não responde notificação do Procon-SP; denúncia ao órgão partiu do portal CORREIO INDEPENDENTE

Conduta da empresa será analisada pela diretoria de fiscalização

 

 

PAULO QUARESMA – DO CORREIO INDEPENDENTE – Até o momento, a empresa Online Intermediações Ltda – que usa o nome fantasia de 123 Importados – não respondeu à notificação do Procon de São Paulo, que solicitou esclarecimentos sobre problemas com não entrega de produtos comercializados em sua plataforma, assim como as providências adotadas para saná-los.

O Procon estadual começou a se mexer após questionamentos feitos pela reportagem do portal de notícias CORREIO INDEPENDENTE, que no início de abril perguntou ao órgão sobre essa estranha fórmula de vender a vista e entregar somente após um mês ou até um mês e meio da aquisição. Todos os produtos da 123 Importados são vendidos mediante pagamento de boleto bancário, quando começa a contar o prazo. A reportagem quis saber também se o Procon sabia do grande número de clientes dessa empresa que apelaram ao site Reclame Aqui para denunciar o pagamento de uma compra e a não entrega do produto. O CORREIO perguntou ainda ao Procon de São Paulo como uma empresa consegue vender um produto em valores 50% menores do que a maioria das lojas conhecidas do mercado. (leia matéria no link no fim do texto)

 

Empresa é notificada e não responde ao Procon

A empresa Online Intermediações Ltda – que usa o nome fantasia de 123 Importados – deveria informar ao Procon do Estado de São Paulo uma série de dúvidas do órgão:

  1. quais produtos são comercializados pela empresa na plataforma de vendas e se eles são importados;
    qual o prazo de garantia ofertado e como o consumidor pode acionar a assistência técnica, caso necessário;
  2. quais os canais de atendimento disponibilizados ao consumidor;
  3. se além das reclamações formalizadas junto ao Procon-SP, a empresa tem recebido outros questionamentos relacionados a não entrega, quais foram verificadas em 2020 e quais as providências adotadas para tratativa das demandas;
  4. por quais razões o prazo de entrega é tão extenso (de 30 a 45 dias úteis);
  5. como a empresa garante os preços ofertados com valor bem inferior ao de mercado;
  6. como é estruturada e mantida a política de descontos;
  7. se tem autorização para a revenda de produtos da marca Samsung;
  8. quais as modalidades de pagamento são disponibilizadas ao consumidor;
  9. por que não há oferta da possibilidade de pagamento mediante cartão de crédito ou outra modalidade diversa do boleto bancário.

 

De acordo com a assessoria de imprensa do órgão paulista, Online Intermediações Ltda – que usa o nome fantasia de 123 Importados, alegou não ter recebido a notificação, porém o Procon garante que não observou devolução da mensagem com indicação de eventual erro de envio.

“Desta forma, a conduta da empresa foi encaminhada para a diretoria de fiscalização para apuração de eventuais irregularidades e a possibilidade de imposição das sanções previstas no Código de Proteção e Defesa do Consumidor”, respondeu o Procon ao CORREIO INDEPENDENTE por e-mail.

 

Canal Tech

O site CanalTech, especializado em eletrônicos, fez uma reportagem também inquerindo se o 123 Importados é sério ou uma fraude. Destacamos dois trechos dessa reportagem que deixam a situação cada vez mais nebulosa.

Leia

“A equipe do Serviço de Atendimento ao Consumidor da 123 Importados alega que “possui um alto volume de produtos vendidos pela loja virtual e que são negociados em grande quantidade com Distribuidores/Fornecedores Nacionais, onde descontos, preços e condições comerciais especiais são aplicadas na Compra e Encomenda dos produtos que realizamos e, por isso, garantimos os melhores preços de comercialização”.

No entanto, o especialista em e-commerce e professor de marketing digital no Insper, Renato Mendes, mostrou que há inconsistências nesta argumentação. “Há uma série de indícios nessa operação que sugerem que a conta não fecha”, afirmou. “Esse site, por acaso, compra em volumes superiores aos maiores varejistas do país, como Magazine Luiza, Via Varejo ou Extra? Muito provavelmente não”, observou.”

 

Reclamações

A reportagem verificou que há diversas reclamações de pessoas que pagaram (o pagamento de todos os produtos anunciados é à vista), e não receberam as mercadorias. Há no Youtube vídeos de consumidores que denunciam ainda uma suposta fraude da Online Intermediações, quanto ao endereço oficial, onde não haveria nada referente ao que é anunciado, e também o ínfimo valor do capital do empreendimento, de apenas R$ 1 mil para tantas operações de venda de mercadorias.

 

 

RELEMBRE REPORTAGEM INICIAL SOBRE A 123 IMPORTADOS

Só após indagação oficial do CORREIO INDEPENDENTE, Procon SP se mexe e notifica o site 123 Importados

Foto: Reprodução ilustração site Tudo Celular