Servidores públicos de Suzano terão 3% de reajuste salarial

Com aumento, vale-alimentação passa para R$ 310,00 enquanto que o vale cesta-básica R$ 165,00

A Câmara de Suzano aprovou na sessão ordinária da última quarta-feira (02) o reajuste salarial de 3% aos funcionários públicos da Casa de Leis e também do Executivo. No projeto de Lei que trata sobre o reajuste aos servidores da prefeitura, há ainda a fixação do valor de R$ 310 para o benefício “vale-alimentação” e de R$ 165 para o de “cesta-básica”.

Este reajuste aos funcionários da administração municipal foi elogiado pelos vereadores Leandro Alves de Faria (PR), o Leandrinho, André Marcos de Abreu (DEM), o Pacola e Edirlei Junio Reis (PSD), o professor Edirlei. Os parlamentares argumentaram que o aumento é benéfico para todos os servidores.

Além destes dois projetos de lei, o Legislativo suzanense votou e aprovou outros sete itens. Entre eles, uma moção de apoio à propositura do vereador Wagner da Silva Del Buono da Câmara de Serra Negra que solicita às autoridades competentes que sejam feitos os procedimentos para o aumento e reajuste dos valores pagos pela Tabela do Serviço Único de Saúde (SUS). O autor da propositura é o presidente da Casa, Leandrinho, e teve apoio de todos os vereadores de Suzano.

Licença

Foi aprovado o requerimento do vereador José Carlos de Souza Nascimento (PTB), o Zé Pirueiro, solicitando licença dos trabalhos legislativos por 120 dias. Por conta disso, o suplente Jaime Siunte (PTB) assumiu novamente.

Tribuna

Os vereadores Joaquim Rosa (PR), Jaime Siunte (PTB) e Carlos José da Silva (PSDB), o Carlão da Limpeza, discursaram na Tribuna pela segunda semana consecutiva sobre a alteração do sentido de uma rua na Vila Amorim. Eles solicitaram, mais uma vez, o retorno da mão dupla na rua dos Ipês, saindo da avenida Brasília em direção à avenida Taiaçupeba.

Já o vereador Antonio Rafael Morgado (PDT), o professor Toninho Morgado, relatou a ação conjunta realizada em parceria com a prefeitura para evitar o loteamento clandestino em um campo de futebol localizado na travessa Ramal São José, na Casa Branca, local em que estaria ocorrendo a venda ilegal de lotes.

Reclamação

O parlamentar Lisandro Frederico (PSD) reclamou que os moradores do Miguel Badra não estariam recebendo suas correspondências. Segundo ele, o Correios alega que o bairro é uma “área de risco” e por isso não estaria efetuando o serviço de entrega.

O vereador Pacola relatou que questionará a prefeitura sobre uma suposta parceria firmada com um comerciante em Palmeiras que envolve um terreno na região. O parlamentar disse que a área poderia ser utilizada por uma entidade que realiza trabalho social com mais de 120 famílias mas, que por conta dessa parceria, será local de um estacionamento de um comércio. “Quero saber o que a prefeitura vai ganhar com essa parceria. É essa pergunta que eu quero fazer”, informou.

O parlamentar Alceu Matias Cardoso (PRB), o pastor Alceu Cardoso, tratou sobre a cobrança da “taxa de iluminação”. Ele adiantou que já procurou a administração municipal para tratar sobre o pagamento desta taxa por suzanenses que não contam com iluminação pública nas suas ruas. O vereador disse que solicitará apoio do Ministério Público para resolver esta questão.