Coronavírus: Saúde mantém recomendação de isolamento social

Recomendações de cuidados devem ser seguidas

 

DE MOGI DAS CRUZES – O município de Mogi das Cruzes registrou, até 17 horas desta quarta-feira (20/5), 703 casos confirmados de Covid-19 desde o início da pandemia, dos quais 53 pacientes infelizmente faleceram. Os dados mostram o avanço da doença e reforçam a importância do isolamento domiciliar para garantir atendimento de qualidade a todos os doentes que precisarem, inclusive para os casos mais graves.

Os números de casos e óbitos na cidade praticamente dobraram nas últimas duas semanas e algumas medidas, como a antecipação de feriados, estão sendo adotadas para manter o necessários distanciamento social. “Sabemos que as pessoas estão cansadas, mas ainda precisamos manter o isolamento social”, afirma o secretário municipal de Saúde, Henrique Naufel.

Desde o início da pandemia, a administração municipal tem adotado uma série de medidas para conter o avanço da contaminação e garantir atendimento médico necessário. Uma das principais ações foi a criação do Centro de Referência do Coronavírus no Hospital Municipal, em Braz Cubas, com Pronto Atendimento, exames e internação para pacientes suspeitos ou confirmados de Covid-19.

Atualmente, há 34 pacientes internados na enfermaria e 14 na UTI, com algumas transferências programadas para a unidade entre o final desta tarde e o início da noite. O número atual de internações na enfermaria representa em torno de 60% de ocupação. “Quando chegar aos 70%, o Hospital de Campanha deverá entrar em operação para dar suporte aos casos mais leves ou em recuperação após a alta da terapia intensiva”, explica o secretário.

O Hospital de Campanha, instalado na Avenida Cívica, está pronto para entrar em operação e terá capacidade para até 200 leitos, que serão disponibilizados de forma gradativa, conforme necessidade.

Quem precisar sair para trabalhar ou comprar produtos essenciais deve manter uma rotina de cuidados e usar a máscara facial, obrigatória para circulação na cidade desde o dia 7 de maio. A utilização de máscaras é recomendada para diminuir as chances de contágio e elas devem cobrir nariz e boca e devem ser trocadas a cada duas horas (no caso dos acessórios caseiros) ou de acordo com orientações do fabricante.

Outros cuidados que devem ser adotados na rotina são: lavar as mãos periodicamente ou higienizá-las com álcool gel e manter a etiqueta respiratória, cobrindo a tosse ou espirros e utilizando lenços de papel descartável.