Secretaria de Saúde de Mogi das Cruzes promove ações em comemoração ao “Agosto Dourado”, mês de incentivo ao aleitamento materno

 

DE MOGI DAS CRUZES – Durante todo mês de agosto, as unidades de saúde de Mogi das Cruzes, em especial Pró-Mulher e Mãe Mogiana, estão promovendo ações de incentivo ao aleitamento materno. São diversos eventos para chamar a atenção sobre a importância do aleitamento materno que, além de ser econômica e sustentável, é a melhor forma de alimentação para os bebês.

O tema “Agosto Dourado” foi escolhido para lembrar que o leite materno é o alimento padrão ouro porque apresenta em sua constituição todos os nutrientes e elementos necessários ao desenvolvimento saudável das crianças.

A coordenadora de Saúde da Mulher, Paula Mateus, reforça sobre a necessidade de orientar as mães e falar dos primeiros cuidados após o nascimento do bebê. “Os bebês até os seis meses de idade devem ser alimentados somente com leite materno. Não precisam de chás, sucos, outros leites, nem mesmo de água. Após essa idade, deverá ser dada alimentação complementar apropriada, mas a amamentação deve continuar até o segundo ano de vida da criança ou mais” completou.

Paula ainda explica que o leite materno é uma substância viva que se modifica às necessidades do bebê e acompanha o crescimento da criança garantindo nutrição, proteção contra doenças e ainda promove a criação de vínculos e o sucesso no desenvolvimento emocional.

Dentre as ações realizadas neste mês está a doação de leite humano, uma importante ação que pode auxiliar a salvar inúmeras vidas. A doação de leite materno é extremamente importante para os bebês, principalmente os prematuros que, por situações de saúde, não podem ser alimentados pelas suas próprias mães.

O Banco de Leite Humano de Mogi das Cruzes realiza a captação de doações e, após um rigoroso processamento, o leite é distribuído para a Santa Casa de Mogi, auxiliando na alimentação e restabelecimento da saúde de bebês internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal.

Para ser doadora, a mãe precisa estar em aleitamento materno exclusivo (alimentar o bebê apenas com leite materno), ter boa saúde, leite excedente e disponibilidade para executar os procedimentos da doação de forma correta, conforme orientação prévia realizada pela equipe do Banco de Leite.

A equipe responsável pela coleta realiza uma triagem, ainda por telefone, e a partir deste contato é agendada uma visita domiciliar. A doadora não precisa se ausentar do seu lar: ela recebe as informações e os materiais necessários para doação em casa. O leite coletado pela doadora será retirado em sua residência. Desta maneira, o Banco de Leite garante condições para que as mães consigam doar sem precisar sair de casa.

Para obter qualquer informação a respeito das doações ou até mesmo orientações sobre o aleitamento materno, as mães podem entrar em contato com o Banco de Leite pelos telefones 4798-7343 ou 4798-7344.