Secretaria de Saúde de Mogi apresenta nova Caderneta da Gestante

 

DE MOGI DAS CRUZES – Pensando na mulher grávida, que vive um dos momentos mais intensos de sua vida, a Secretaria Municipal de Saúde de Mogi das Cruzes elaborou a sua própria Caderneta da Gestante, distribuída de forma gratuita nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) no início do pré-natal.

A caderneta é um documento que deve conter orientações e informações importantes sobre toda a gestação. Isso inclui pré-natal, parto, pós-parto, amamentação e consultas do pós-parto. Trata-se de um instrumento que permite o acompanhamento das gestantes, com o objetivo de fortalecer os cuidados necessários e também os direitos das mulheres e das crianças.

As informações inseridas na caderneta facilitam o diálogo do profissional com a gestante e as ações de educação em saúde, que ajudam a mãe a esclarecer dúvidas, preparar-se para o parto e para a amamentação. Cabe ao profissional de saúde anotar no documento todos os dados do pré-natal realizado pela mulher, para que ela e outros profissionais possam consultar em caso de emergência.

Em seu nono mês de gestação, Priscila Belini, de 39 anos, tem sua gravidez acompanhada no Pró-Mulher. Ela comenta sobre o pré-natal e confirma a praticidade da caderneta da gestante. “A partir do momento em que a gente se descobre grávida, uma série de sentimentos e emoções tomam conta da gente: alegria, satisfação, um pouco de ansiedade. Ter esse atendimento com tudo devidamente registrado, nos dá uma sensação de alívio e força para o nascimento do bebê”, afirmou.

A coordenadora de Saúde da Mulher e da Criança, Gisele Menichelli, explica a necessidade de Mogi das Cruzes ter a sua própria Caderneta da Gestante. “Considerando que a gestação é um momento único e de fragilidade, que requer cuidados e atenção, o município tomou a iniciativa de desenvolver um modelo específico para Mogi das Cruzes com objetivo de garantir acolhimento diferenciado e compatível com os nossos equipamentos de saúde”, explicou.

Para as mulheres que estão em período gestacional e já possuem a caderneta anterior, disponibilizadas pelo Ministério da Saúde, não há necessidade de trocar e nem adquirir uma nova. Em caso de uma nova gravidez, ao iniciar o pré-natal, a gestante receberá a caderneta na unidade de saúde em que estiver realizando o pré-natal.

Fotos: Vinícius Santana / PMMC