Secretaria da Saúde de Mogi das Cruzes reforça a importância do Programa de Suplementação de Vitamina A

DE MOGI DAS CRUZES – A Secretaria Municipal de Saúde de Mogi das Cruzes está reforçando orientações aos pais e responsáveis sobre o Programa Nacional de Suplementação de Vitamina A. Crianças com idade entre 18 meses e 5 anos incompletos (4 anos, 11 meses e 29 dias) precisam tomar uma dose da vitamina na Unidade Básica de Saúde mais próxima a cada seis meses.

O Programa Nacional de Suplementação de Vitamina A foi instituído pelo Ministério da Saúde com o objetivo de controlar a deficiência nutricional e contribuir para a redução da mortalidade infantil.

Em Mogi das Cruzes, o atendimento é feito na sala de vacina da unidade de saúde, uma vez que a dose é aplicada de forma presencial, diretamente na boca da criança, da mesma forma como é ministrada a vacina em gotas.

“Dos 6 aos 18 meses de vida, a criança recebe a Vitamina A + D, que contém vitamina A, por isso a suplementação ocorre a partir de um ano e meio”, explica a nutricionista da Secretaria Municipal de Saúde, Tatiane Watanabe. A exceção, segundo ela, são crianças que, por recomendação médica, já façam uso de algum polivitamínico.

A deficiência de Vitamina A é considerada um problema de Saúde Pública moderado, no entanto, evidências científicas referentes ao impacto da suplementação com Vitamina A em crianças de 6 a 59 meses de idade apontam para redução do risco global de morte em 24%; de mortalidade por diarreia em 28%; e de mortalidade por todas as causas, em crianças HIV positivo, em 45%.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a suplementação profilática de Vitamina A deve fazer parte de um conjunto de estratégias e associada à diversificação da dieta. A deficiência desta vitamina pode causar problemas oculares, como a diminuição da sensibilidade à luz levando até a cegueira parcial ou total.

As fontes alimentares da vitamina A são as carnes vermelhas e as frutas e legumes de cor amarelo-alaranjado como abóbora, mamão e cenoura, ricos em betacaroteno. “É muito importante que as crianças sejam estimulados desde pequenas para o consumo de frutas, verduras e legumes, mantendo hábitos saudáveis em todas as fases do crescimento”, reforça a nutricionista.