Reunião define ações para o início da Operação Verão 2019 / 2020

Operação, voltada a urgências e emergências no período das chuvas, terá início no dia 19 de novembro

 

DE MOGI DAS CRUZES – A Prefeitura de Mogi das Cruzes realizou, nesta quarta-feira (30/10), a reunião preparatória para a Operação Verão 2019/2020. O encontro contou com a presença de representantes dos órgãos que participarão da ação, que acontece entre os dias 1º de dezembro e 31 de março, e é voltada para o atendimento de casos de urgência e emergência durante o período de chuvas.

A Operação Verão é coordenada pela Secretaria Municipal de Segurança, por meio da Coordenadoria de Defesa Civil, e conta com a participação de diversas secretarias municipais, do Samu, Semae, Guarda Municipal, Defesa Civil do Estado, Corpo de Bombeiros, Cetesb, Polícia Civil, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Estadual, Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE), Tiro de Guerra, Sabesp, Departamento de Estradas de Rodagem (DER) e da concessionária de energia elétrica EDP.

A Operação Verão 2019/2020 será lançada oficialmente no dia 19 de novembro, às 10h, no auditório do prédio da Prefeitura de Mogi das Cruzes.

“É importante que haja uma sinergia entre todos os órgãos para que, em caso de emergências, todos possam atuar o mais breve possível para atender a população. É importante a participação de todos para que a cidade tenha sucesso”, destacou o secretário municipal de Segurança, Paulo Roberto Madureira Sales.

Durante a reunião, os participantes receberam um detalhamento da participação de cada órgão dentro da Operação Verão, além dos procedimentos que devem ser adotados em casos de urgências e emergências. Também foram explicados os pontos que são permanentemente monitorados e as medidas preventivas de manutenção que são adotadas como preparação para o período de chuvas.

“Este ano, temos a maior força tarefa já montada para a Operação Verão, com a participação conjunta de órgãos municipais e estaduais. Esta união de forças é importante para o atendimento ágil e eficiente aos mogianos, caso seja necessário”, disse o coordenador municipal da Defesa Civil, Walter Melo.

Para enfrentar este período, a Prefeitura vem adotando uma série de medidas preventivas, que compreendem ações de fiscalização, destinação de resíduos e materiais inservíveis e a manutenção de sistema de escoamento de água.

“Há cerca de um mês, estamos realizando uma ação forte de manutenção na região do Jardim Santos Dumont, que foi atingida com as chuvas do último verão. Outro ponto que vem recebendo uma atenção especial com ações preventivas é o distrito de Jundiapeba. Nestes dois locais, estão sendo feitos serviços de drenagem, com o objetivo de facilitar o escoamento de água e minimizar possíveis impactos à população”, explicou o secretário municipal de Serviços Urbanos, Dirceu Lorena de Meira, que também participou da reunião.

Outro destaque é o monitoramento das Áreas de Proteção Ambiental e de risco, evitando ocupações irregulares. O trabalho é realizado por uma equipe específica da Secretaria Municipal de Segurança e os principais locais atendidos são Jardim Aeroporto, Jardim Layr, Jardim Santos Dumont e Jundiapeba. Entre janeiro e setembro, mais de 1,2 mil barracos em construção foram derrubados.

Em casos de emergência, a população pode entrar em contato com a Central Integrada de Emergências Públicas (Ciemp), pelo telefone 153, ou com a Defesa Civil, pelo telefone 199. A população também pode ter acesso a informações referentes a ocorrências climáticas pelo SMS da Defesa Civil do Estado. Para isso, o morador deve encaminhar mensagem para o número 40199, informando o CEP do local de onde deseja as informações.

Foto: Ney Sarmento / PMMC