Retomada das aulas na cidade só será analisada a partir da entrada de Mogi das Cruzes na Fase 4- Verde do Plano São Paulo

Estado decidiu que os municípios têm autonomia para decidir quando crianças voltam às aulas

 

DE MOGI DAS CRUZES – A Secretaria de Educação de Mogi das Cruzes informa que, no momento, com a manutenção da cidade na Fase 3- Amarela do Plano São Paulo do Governo Estadual, não há previsão para a retomada das aulas. Uma possível retomada será analisada, considerando a consulta pública realizada com a população e com outros setores e colegiados, a partir da entrada da cidade na fase verde do plano.

Nesta quarta-feira (19/08), o governo estadual decidiu que os 645 municípios paulistas terão autonomia para decidir quando acontece à volta as aulas.

Vale lembrar que, em consulta feita pela internet com pais e responsáveis de crianças matriculadas nas escolas municipais mogianas, a grande maioria – 89% – não quer a volta dos filhos às salas de aula.

Mogi das Cruzes, segundo a Secretaria Municipal de Saúde, deverá permanecer por cerca de três semanas na atual fase. A questão da retomada das aulas tem sido analisada, principalmente, com foco na segurança dos mais de 47 mil alunos da rede municipal de ensino e cerca de 3 mil profissionais que atuam nas escolas. O sistema municipal de ensino, responsável pelas escolas municipais e creches, tem autonomia para atender ou não o que está sendo proposto pelo Governo Estadual neste processo de retomada.

Em reunião na última segunda-feira, o Conselho Municipal de Educação endossou o resultado da consulta pública, realizada de 28 de julho a 3 de agosto e que foi respondida por 27.044 pessoas. Deste total, 89% responderam que não são favoráveis à retomada das aulas e o mesmo percentual não levaria os filhos à escola caso houvesse a possibilidade de retorno. Na terça-feira (20/08), as informações sobre as ações da Pasta nesse período foram prestadas na Câmara Municipal.

A Pasta trabalha no sentido de realizar um planejamento para que o ano letivo possa ser validado como efetivo mesmo as crianças tendo estudado em casa, inclusive com a avaliação para verificar a aprendizagem dos alunos. Para isso, o calendário escolar está sendo reformulado e estão em andamento os protocolos de higiene e saúde necessários para que, em caso de uma possível retomada, tudo seja feito com segurança.