Quadrilha de “jovens elegantes” é presa pela Polícia Civil após assaltar condomínio na Avenida Jardelina Lopes, Alto do Ipiranga

Fotos e vídeo mostram a atuação rápida da Polícia Civil de Mogi ao prenderem quadrilha “bem vestida” no Alto do Ipiranga, na quinta, 18

 

PAULO QUARESMA – DO CORREIO INDEPENDENTE – Uma cena que durante muito tempo os moradores do Alto do Ipiranga, em Mogi das Cruzes, não vão esquecer. Foi assim a prisão de parte de uma quadrilha que tentava assaltar um condomínio fechado no bairro, mas foi confrontada e teve cinco integrantes presos pela Polícia Civil.

Tudo aconteceu por volta das 14 horas desta quinta-feira na Avenida Jardelina de Almeida Lopes, e o tiroteio e a intervenção da polícia, com várias viaturas. Três maiores de idade foram presos e dois menores apreendidos pela polícia. Os suspeitos foram abordados e detidos pela polícia quando deixavam um condomínio do bairro. 

Alguns dos quadrilheiros correu enquanto outros, que estavam dentro de um veículo, foram cercados, mas mesmo assim não pararam e ainda jogaram o carro em que estavam em cima de um policial, que revidou atirando no pneu. contra um outro veículo e houve uma colisão.

De acordo com a Polícia Civil, os maiores de idade já tinham passagem anteriores pela polícia por furto. Agora, vão responder por cinco crimes tipificados: furto, furto qualificado, formação de quadrilha, corrupção de menor e perigo à vida.

 

Veja vídeo feito por moradora do Alto do Ipiranga

 

Segundo a polícia, eles já estavam sendo investigados após furtarem um condomínio na Vila Oliveira, na conhecida Praça dos Enfartados (Praça Francisca Cardoso de Mello Freire), nas proximidades do Clube de Campo de Mogi. Ainda segundo a polícia, os integrantes do bando confessaram que usavam roupas caras e andavam bem produzidos para se misturarem com os moradores dos condomínios de luxo e não chamarem a atenção.

O delegado titular do 3º Distrito Policial de Mogi das Cruzes, em Cezar de Souza, Alexandre Batalha, contou que o Centro de Inteligência da Delegacia Seccional de Mogi apurou em suas investigações que o bando dos “arrumadinhos” faria um novo assalto na cidade. De acordo com Batalha, adolescentes eram aliciados pela quadrilha para facilitar a entrada nos condomínios e nos apartamentos.

Batalha disse ainda que a quadrilha é de São Paulo, e praticava roubos não só em Mogi das Cruzes, mas também na vizinha Suzano, em São José dos Campos, no Vale do Paraíba, na própria Capital paulista e na região de Campinas. “Ele são bem estruturados e não está descartada a existência de mais integrantes”, indica o delegado.

 

Os presos

Além de dois menores apreendidos, a polícia prendeu Raimundo Brandão da Silva Filho, de 24 anos, Daniel Clemente, 21, e Tiago Ferreira, de 20, foram presos. A tática deles é um alerta para todos os síndicos de condomínios, tanto de casas quanto de apartamentos, e das empresas de segurança que fornecem os porteiros e vigilantes. “Pela internet, lista telefônica, ou outros meios de fácil acesso hoje, eles obtinham informações de condomínios e seus moradores, e aí elaboravam uma estratégia de como ingressar nesses locais para agir”, diz. “Eles agiam sempre em dois, com um adolescente entrando primeiro, pela porta da frente, aproveitando a saída de algum morador, ou então contava aos porteiros ser amigo de um morador e assim ter acesso ao condomínio”, complementou Batalha.

Com a quadrilha a polícia aprendeu objetos que a quadrilha havia levado de um apartamento que haviam invadido, que inclui R$ 170,00 em dinheiro, além de dólares, jóias, relógios, entre outros.
Depois da ação da Polícia Civil, a Polícia Militar também deu apoio à ocorrência.
O senhor que teve o carro atingido por um dos criminosos, que tentava fugir do cerco policial, não se feriu.
Veja fotos logo após a colisão do carro bandido de parte da quadrilha com outro veículo e a chegada da polícia