Prefeitura de Mogi garante apoio para reduzir tempo de espera na ‘complicada’ Farmácia de Alto Custo do Estado, que atende o Alto Tietê

Servidores municipais ajudam na distribuição da farmácia do Estado, que tem um cotidiano complicado há meses

 

DE MOGI DAS CRUZES – A Prefeitura de Mogi das Cruzes disponibilizou um grupo de servidores da Saúde para ajudar na distribuição diária dos medicamentos de alto custo na unidade mantida pelo Governo do Estado na Avenida Vereador Narciso Yague Guimarães, 784, no Centro Cívico. A medida pretende reduzir o tempo de espera para as retiradas e evitar grandes aglomerações em tempos de pandemia do Coronavírus.

 

Fotos e feitas pelo jornalista Paulo Quaresma, após o Carnaval, na Farmácia do Estado – que tomaram a calçada da Narciso Yague dobravam o quarteirão e invadiram a Rua João Antonio Mossri

 

O prefeito Marcus Melo também informou que está em contato com o Instituto de Nefrologia para tentar intermediar um esquema de entrega direta para os pacientes da hemodiálise. “Estamos buscando todos os meios para contribuir com o trabalho da Farmácia de Alto Custo e reduzir ao máximo o tempo de espera na unidade”, garantiu.

Todas as farmácias instaladas em equipamentos da Rede Municipal de Saúde funcionam normalmente para a dispensação de medicamentos. Os medicamentos de uso contínuo serão entregues nas unidades para três meses, com exceção da insulina, porque a remessa do medicamento é feita mensalmente ao município.

Já os medicamentos controlados com receitas vencidas, a receita pode ser trocada na unidade de saúde onde o paciente faz o tratamento ou acompanhamento. Os medicamentos controlados podem ser adquiridos em quatro lugares:

  • Posto Jundiapeba: rua Nito Sona, 1.745
  • Posto Jardim Universo: rua Dom Luiz de Souza, 404
  • Unica Jundiapeba: rua Professora Lucinda Bastos, s/nº
  • Centro Municipal de Saúde Mental: rua Antonio Cândido Vieira, 556 – Centro

Farmácia Popular

O Ministério da Saúde emitiu uma norma técnica em caráter excepcional para o fornecimento de medicamentos pelos serviços de Farmácia Popular em todo o país. Em função da pandemia de Covid-19, as receitas passam a ter validade de 90 dias – e não mais 30 – e não há mais necessidade da presença do paciente idoso, bastando o portador apresentar uma procuração de próprio punho, sem necessidade de reconhecimento em cartório.

Informações sobre medicamentos podem ser obtidas na Assistência Farmacêutica da Secretaria Municipal de Saúde pelo telefone 4798-6709