PM prende trio por tentativa de furto em duto de combustível em Itaquá

 

PAULO QUARESMA – DO CORREIO INDEPENDENTE * – A Polícia Militar prendeu, na tarde desta terça-feira (13/08), três homens acusados de tentativa de furto em duto de combustível. O flagrante aconteceu na Avenida Registro, no Jardim Tropical, bairro Rio Abaixo, na cidade de Itaquaquecetuba, no Alto Tietê – região que ocupa a porção leste da Grande de São Paulo. Um quarto criminoso conseguiu escapar.

Uma equipe da 2ª Companhia do 35º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano (BPM/M) recebeu uma denúncia anônima indicando o crime e deslocou ao endereço apontado para averiguação. No local, os militares encontraram uma edícula nos fundos do imóvel.

Dentro da edícula, foi encontrada a construção de um túnel que dava acesso ao duto de uma empresa de combustível, que passa paralelo ao terreno daquela propriedade. Além disso, ainda foram localizados vários sacos de terra e equipamentos de escavação. Quando os PMs chegaram, os criminosos estavam fazendo escavações.

O imóvel alugado pelos bandidos fica bem ao lado de uma área por onde passam os dutos da Transpetro, que cortam o Alto Tietê. Técnicos da Transpetro foram até o local do flagrante, mas não falaram sobre a quantia e combustíveis que teria sido furtada no local. Também nada informaram sobre que tipo de combustível é transportado por esses dutos.

O trio contou aos policiais que havia sido contratado para o serviço, mas isso será investigado. William Souza, de 26 anos, João Gustavo de Carvalho, ambos de 26 anos e Danilo Macedo de Oliveira, de 23, foram presos em flagrante e responderão por tentativa de furto qualificado. O quarto comparsa fugiu da PM por um buraco que ele mesmo cavou.

Como o mesmo imóvel já foi utilizado, há cerca de 2 anos, para a mesma finalidade, a proprietária foi levada para a Delegacia, e depois liberada.

O caso foi registrado na Delegacia de Polícia Civil de Itaquaquecetuba, que prossegue com as investigações para identificar outros envolvidos. Para o delegado Eliardo Jordão, esse não é um crime isolado. “Todos sabem que se trata de uma quadrilha, que deve ter outros integrantes”.

 

Nenhuma descrição de foto disponível.

A imagem pode conter: sapatos

Nenhuma descrição de foto disponível.

*Com informações da Secretaria de Segurança Pública do Estado de SP