Polícia Civil de Suzano prende um quinto suspeito de envolvimento no Massacre da Escola Estadual Professor Raul Brasil

 

PAULO QUARESMA – DO CORREIO INDEPENDENTE – A Polícia Civil de Suzano cumpriu um mandado de busca e apreensão nesta segunda-feia (06/05) e prendeu um quinto suspeito de envolvimento no chamado Massacre da Escola Estadual Professor Raul Brasil, em 13 de março, que resultou na morte de dez pessoas – oito vítimas de dois atiradores, e na deles. A prisão por flagrante de porte ilegal de arma ocorreu na casa dos suspeito,no bairro do Jardim Casa Branca.

Esse novo suspeito, apelidado de Alemão, também teria envolvimento na venda da arma e munições aos atiradores. Para a polícia, foi ele quem vendeu a arma para Cristiano Cárdias, o Cabelo, preso anteriormente. Mas foi o quarto suspeito no envolvimento do massacre que indicou que Alemão como também participante do crime.

Na casa de Alemão, a polícia encontrou quatro armas – um revólver calibre 38, uma pistola 9 mm, uma espingarda de pressão, uma garrucha calibre 22, munições de calibre 38, além de um coldre, aparelho celular, dois pen drives – que a polícia ainda investiga o conteúdo gravado, e 22 frascos de anabolizantes.

De acordo com a Polícia Civil, Alemão confessou o mesmo que já havia sido dito pelo quarto suspeito, que vendeu 20 munições do calibre 38 por R$ 200,00 ao quarto suspeito, preso temporariamente na quinta-feira da semana passada (02/05). Aos policiais, ele também confirmou que intermediou a venda da arma utilizada pelos dois atiradores para cometerem os crimes.

Foto: Polícia Civil / Divulgação