Grupo de 30 internos promove tumulto e faz seis funcionários reféns na Fundação Casa de Ferraz de Vasconcelos

Viaturas da PM cercaram o local, mas não entraram. Cerca de 30 internos promoveram um tumulto e mantiveram seis reféns

Paulo Quaresma – DO CORREIO INDEPENDENTE – Várias viaturas da Polícia Militar cercam, na tarde desta sexta-feira (12/10), feriado nacional, a unidade 2 do Centro de Atendimento Socioeducativo ao Adolescente (Fundação Casa), em Ferraz de Vasconcelos – uma das dez cidades do Alto Tietê – que ocupa a porção leste da Grande São Paulo.

Por volta das 16h, houve um tumulto na unidade, promovido por cerca de 30 internos. Eles fizeram seis servidores como reféns, que foram liberados sem ferimentos. De acordo com a assessoria de imprensa da Fundação Casa, a situação de descontrole começou às 16h e terminou às 17h20. A assessoria informou, ainda, que a PM foi acionada somente para dar apoio externo, e que não precisou entrar na unidade.

Veja nota da Fundação Casa

A Corregedoria Geral da Fundação Casa instaurará uma sindicância para apurar o tumulto ocorrido por um grupo de 30 de adolescentes na tarde desta sexta-feira (12 de outubro de 2018), no CASA Ferraz de Vasconcelos II.

A situação teve início às 16h e acabou às 17h20 e foi controlada pela própria equipe do centro socioeducativo. No início do tumulto, seis servidores ficaram como reténs e foram liberados sem ferimentos. A Polícia Militar foi acionada somente para dar apoio externo.

O Casa Ferraz de Vasconcelos II está com 61 jovens em atendimento, a capacidade é de 64. O judiciário e os familiares dos jovens envolvidos serão informados do ocorrido.

Fuga em massa

No final do dia 5 de agosto deste ano, um domingo, a unidade 1, que fica ao lado de onde houve o tumulto neste feriado nacional, já havia registrado a fuga de 34 adolescentes da unidade – sendo que 18 foram recapturados logo após a ocorrência, e os demais nos dias seguintes. (leia mais clicando abaixo)