PF apreende mais de 50 Kg de drogas e prende 5 no aeroporto internacional

 

PAULO QUARESMA – DO CORREIO INDEPENDENTE – Entre os dias 5 e 7 de julho (sexta-feira da semana passada e o domingo, a Polícia Federal prendeu, no Aeroporto Internacional de São Paulo, no bairro de Cumbica, em Guarulhos, cinco passageiros tentando embarcar com cocaína para o exterior, e nessas operações mais de 56 quilos da droga foram apreendidos.

Na sexta-feira (05/07),, servidores da Receita Federal que atuam com o auxílio de cães farejadores identificaram, dentro de uma carga destinada a República dos Camarões, na África, cocaína oculta dentro de 26 pacotes de café (foto acima). A carga foi periciada pela PF e o volume da droga somou 13 quilos. Foi aberto inquérito policial com vistas a localizar os responsáveis pela droga.

No sábado (06/07), em ações distintas, foram presos um homem e uma mulher, nacionais da África do Sul. Com o homem, que pretendia embarcar para Addis Ababa, na Etiópia, país africano, policiais federais encontraram quase três quilos de cocaína em fundos falsos de sua bagagem de mão. Utilizando a mesma forma de ocultação, a mulher, cujo destino era Doha, no Catar, já no Oriente Médio, foi presa com quase dois quilos da mesma droga.

Já no domingo (07/07) foram realizadas três prisões. Um brasileiro, cujo destino era Nova Déli, na Índia, tentou passar pelo controle migratório utilizando uma espécie de cinta, onde ocultava mais de quatro quilos de cocaína. Funcionários que operam o aparelho de raio-x, no porão de bagagens, identificaram material suspeito em duas malas pertencentes a um homem, nacional do Líbano. Acionados, os policiais federais localizaram o passageiro no portão de embarque e o conduziram à delegacia para que acompanhasse a realização de perícia em seus pertences. Dentro das duas malas que o suspeito havia despachado, os peritos federais encontraram 32 quilos de cocaína, distribuídos na forma de tabletes.

Na última ação do domingo, servidores da Receita Federal identificaram substância suspeita nas estruturas da mala de um brasileiro, que desembarcou de um voo procedente de Portugal. O homem havia sido inadmitido naquele país – ou seja, chegou lá e foi obrigado pelas autoridades portuguesas a retornar ao Brasil. Policiais federais foram acionados e prenderam o homem após os peritos identificarem a substância, cerca de três quilos, como cocaína.

Todos os presos serão conduzidos aos presídios estaduais onde permanecerão à disposição da Justiça.

Fotos: Polícia Federal / Divulgação