Pela história: Corinthians e São Paulo definem neste domingo, 21, o campeão paulista

 

DE SÃO PAULO – Corinthians e são Paulo fazem a grande decisão do Paulistão Sicredi neste domingo (21/04), às 16h, na Arena Corinthians. Dono de 29 conquistas estaduais, os donos da casa contam com a liderança decisiva do goleiro Cássio para buscar o tricampeonato após 80 anos. Do outro lado, os tricolores contam com o comando do técnico Cuca para soltar o grito de campeão estadual após 14 anos, o primeiro em uma final longe do Morumbi.

Liderança alvinegra

No Corinthians desde 2011, Cássio pode se tornar o maior campeão pelo Corinthians, com nove taças levantadas. O arqueiro corintiano é um dos ídolos da torcida e do próprio elenco alvinegro. “Uma pessoa que para mim é ícone do Corinthians. No passado você não tinha tantas crianças querendo ser goleiro como hoje. Aqui, pela maneira que conduz, pela história, todos olham com muito respeito para ele”, afirmou o lateral esquerdo Danilo Avelar.

Em entrevista coletiva, Cássio revelou que será o capitão corintiano na decisão do Paulistão Sicredi. “Fábio me disse que serei o capitão. Mas o foco é fazer um grande jogo, temos respeito pelo São Paulo, mesmo com toda a atmosfera a favor. Tentaremos nos impor em casa. Questão de ser capitão, qualquer um que vinha sendo capitão ou não, merecia e é importante. Vai ser um momento muito feliz de erguer a taça” revelou.

Capitão do Corinthians no bicampeonato paulista de 2017 e 2018, o goleiro defendeu o estilo de jogo apesar de algumas críticas. “Não é possível que a gente chegue na final e não tenha nossos méritos. As críticas são um pouco exageradas, chegamos na final, vamos jogar em casa. Será difícil, mas uma vitória nos dá o título. Teremos uma atmosfera favorável”, garantiu Cássio.

Por fim, o camisa 12 prometeu muita entrega para conquistar o tricampeonato após oito décadas. “Muitas vezes o nosso time não ganhou na qualidade, mas na vontade e dedicação. Pode faltar técnica, mas empenho e dedicação nunca falta, é uma marca do Corinthians. Não tenho dúvida disso, vamos em busca de um título com vontade e dedicação”, finalizou.

Tabu tricolor

Campeão carioca e mineiro, Cuca tem a oportunidade de conquistar o seu primeiro Paulistão, o primeiro título estadual tricolor longe do Morumbi. “A semana foi boa. Sinto que os jogadores estão evoluindo em todos os sentidos no dia a dia. Como grupo e como time, o ambiente é muito bom. E isso só nos fortalece para esta decisão contra o Corinthians”, disse.

Recém-chegado ao Tricolor, Cuca falou da importância de levantar o título paulista. “Sou o que menos merece a comemoração, porque o Mancini foi quem colocou os meninos para jogar. O Mancini executou esse processo. Não só ele, mas todos da comissão técnica e diretoria. Até por isso que o Mancini está comigo. Quero ser campeão pelo São Paulo, mais do que para mim”, afirmou.

Com dúvidas em relação à escalação, o comandante são-paulino falou sobre a utilização de Hernanes na grande decisão. “Está apto para começar, não sei se está apto a terminar. Qual parte é o mais importante? Os dois né? A gente tem que pesar tudo isso. Hernanes no começo, dando suporte e tranquilidade? No final, com ele para bater pênalti? Se eu ganhar o que eu fizer vai estar certo. Se eu perder tudo que eu fizer vai estar errado”, filosofou Cuca.

 

Ficha técnica:

CORINTHIANS  X  SÃO PAULO
Arena Corinthians 16h0

Árbitro: Raphael Claus;
Assistente 1: Danilo Ricardo Simon Manis;
Assistente 2: Marcelo Van Gasse;
Quatro árbitro: Douglas Marques das Flores;
VAR: Thiago Duarte Peixoto;
AVAR 1: Emerson Augusto de Carvalho;

Corinthians: Cássio, Fagner, Manoel, Henrique e Danilo Avelar; Ralf e Richard (Ramiro); Vagner Love (Pedrinho), Sornoza (Jadson) e Clayson; Gustagol. Técnico: Fábio Carille.

São Paulo: Tiago Volpi; Hudson, Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Luan, Everton e Igor Gomes; Antony, Everton Felipe e Hernanes (Gonzalo Carneiro). Técnico: Cuca.