Para aproveitar férias, Diretoria de Turismo dá dicas e faz roteiro para passeios em Suzano

DE SUZANO – Após as festividades de Natal e Ano-ovo, vêm as férias escolares de janeiro, período em que a criançada costuma ficar em casa. E para ajudar na programação de atividades, a Diretoria de Turismo dá dicas do que fazer em Suzano, como opção a baixo custo para quem não foi viajar. Na programação, estão seis pontos que merecem ser visitados com os pequenos.

Para começar, que tal conhecer a Praça Sol Nascente? O local acolhe duas grandes esculturas que fazem referência à cultura japonesa: uma delas é o Pássaro Tsuru, de sete metros de altura, instalada em 2016; já a outra é um monumento da artista plástica nipo-brasileira Tomie Ohtake, projetada em homenagem aos cem anos da imigração japonesa no Brasil, celebrada em 2008.

O espaço se destaca também pela charmosa ponte que passa pelo Ribeirão do Una e pelo busto do ex-prefeito Pedro Miyahira, inaugurado em junho de 2018. No início da primavera foram plantadas cinco cerejeiras, o que enriqueceu ainda mais o paisagismo, totalizando 13 árvores dessa espécie no local. Com todos esses atrativos, a Praça Sol Nascente se tornou um dos cartões postais de Suzano. Quem se interessar, ela faz conexão entre a rua Baruel e a rodovia Índio Tibiriçá, no Jardim Colorado.

Outro ponto imperdível é a Praça dos Expedicionários, localizada no centro da cidade, onde estão instaladas esculturas que retratam figuras do anime Pokémon. No local, poderão ser encontrados os personagens Bulbassauro, Eevee, Pikachu, Charizard e Squirtle. Não deixe de registrar suas fotos e as famosas “selfies” com os monstrinhos!

De lá, visite o Viveiro Municipal Tomoe Uemura, que fica na avenida Senador Roberto Simonsen, 340, no Jardim Imperador. A área verde tem estufa e minhocário; canteiros com espécies de mudas floríferas e frutíferas; e o Jardim Oriental, com árvore cerejeira e um lago com pedras, fonte e peixes. O local faz doação de mudas de plantas e serve como cenário para ensaios fotográficos. O viveiro fica aberto todos os dias, das 8 às 17 horas.

Ao lado, está o Parque Municipal Max Feffer, um dos mais completos da região. Com um estacionamento que comporta até 130 veículos, o local tem o Pavilhão Zumbi dos Palmares, que diariamente abriga aulas de ritmos, bem como pistas de caminhada e de ciclismo. A estrutura conta ainda com bancos, quiosques, sanitários, bebedouros, iluminação noturna, uma base da Guarda Civil Municipal (GCM), piscina para aulas de natação e hidroginástica – apenas para alunos cadastrados – e uma arena poliesportiva.

Recentemente, o Max Feffer ganhou o Suzano Skate Park, que tem uma pista de 2,6 mil metros quadrados, sendo considerada uma das maiores da América Latina. A pista de alto padrão tem mais de 20 obstáculos verticais e horizontais, bem como uma área conhecida como “bowl”. O espaço funciona de quarta-feira a domingo, das 9 às 21 horas.

O roteiro também conta com a Aldeia Indígena Lobo Velho, que é um espaço dedicado à preservação dos povos indígenas que habitaram a região antes da chegada dos portugueses. Localizado na Estrada das Lavras, 280, na Estância São Luís, o espaço funciona como residência do Pajé Lobo Velho e como ponto de encontro de “parentes” de outras tribos, desde tupis e guaranis até tribos de países da América Latina, como o Peru. Sem datas específicas, eles se reúnem para celebrar sua tradição.

Aberto à visitação, o local oferece oficinas de artesanato, caminhadas na mata e ensinamentos sobre a natureza e a vida aos turistas. Na aldeia existem três ocas, a casa da reza, um viveiro de aves e artigos típicos como armas, arcos, flechas e enfeites. O local é particular e é preciso agendar a visita pelo telefone (11) 9.9787-0425.

O Santuário das Pedras encerra a programação de visitação nestas férias. Rodeado por densas matas, o lugar abriga pedras gigantescas que compõem a beleza natural do município de Suzano. A Pedra do Estudante é ideal para a prática do rapel, enquanto a Pedra do Jacú, amontoada sobre pedras menores, forma uma bela gruta. O Santuário também é composto pelo Sítio do Cristo. Quem quiser visitar, deve ir até a Estrada dos Moraes, na Fazenda Aya. O local também é particular e é necessário checar a disponibilidade para entrada.

 

Roteiro Religioso

 

Suzano abriga o principal templo Hare Krishna de São Paulo desde 2015. Aos sábados acontece um festival, onde mantras são cantados, palestras e oferendas são realizadas. O evento é aberto ao público e recebe pessoas de todo o País. O espaço fica no número 585 da rua Saburô Manabe, no Jardim Chácara Mea.

Na cidade há também o Templo Budista Nambei Shingonshu, que é um dos mais importantes templos budistas da América. Repleto de esculturas, o templo foi construído pelo monge Teizan com técnicas e materiais provindos do oriente, montado como um quebra-cabeça, sem a utilização de pregos. O local conta com uma estátua de três metros de altura do Buda Fudoomyo, talhada em um único tronco de madeira. O templo fica na Estrada dos Fernandes, 1.927, no Parque Santa Rosa,  e é aberto para a visitação todos os dias das 8 às 17 horas. Mas se programe, pois, as visitas são monitoradas com agendamento pelo telefone 4747-9582.

Saiba mais sobre os lugares e veja fotos no site oficial de Turismo de Suzano (www.suzano.sp.gov.br/web/turismo). O Posto de Atendimento ao Turismo funciona de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas, e fica nas dependências do Centro Unificado de Serviços, o Centrus (rua Paulo Portela, 210 – Centro).

 

Foto: Irineu Junior/Secop Suzano, Maurício Sordilli/Secop Suzano e Wanderley Costa/Secop Suzano