Após perder guarda da criança, pai de SP vem a Mogi, mata filho de 4 anos e depois comete suicídio em sítio no Itapeti, região do Taboão

Homem, de 39 anos, de São Paulo, perdeu a guarda do filho e veio para o sítio onde mora a avó do garoto, onde os crimes foram cometidos

 

PAULO QUARESMA – DO CORREIO INDEPENDENTE – Inconformado com o fato de ter perdido a guarda do filho, de apenas 4 anos, Pithagoras da Silva Santana, de 39 anos, saiu da Zona Leste de São Paulo, onde mora, e veio para Mogi das Cruzes, no sítio em que sua mãe trabalha, no Itapeti, área do Taboão, matou a criança e depois cometeu o suicídio. O corpo dos dois foi encontrado dentro do carro do homem pela avó do menino.

Para a polícia, Pithagoras atirou na cabeça do filho, Ryan de Oliveira Santana, e depois se matou durante a madrugada desta quinta-feira (19/12), utilizando um revólver, de calibre 38. O revólver tinha cinco projéteis, dois deles deflagrados, justamente o que mataram pai e filho. Pithagoras lutava na Justiça pela guarda da criança e teria feito isso por vingança contra a ex-mulher.

A mãe de Pithagoras e avó paterna do menino, Marta da Silva Santana, de 65 anos, contou à polícia que na tarde desta quarta-feira (18/12), em São Miguel Paulista, onde mora, ele foi encontrado por um Oficial de Justiça, que o notificou que a guarda da criança, por determinação de um juiz da Vara da Infância e da Juventude, ficaria com a mãe do menino, Carla Michele de Oliveira.

Ainda segundo ela, o sítio em Mogi seria apenas um esconderijo provisório do filho, mas acabou sendo o local da morte dele e do neto. Pessoas próximas contam que desde a separação do casal, Pithagoras e Carla Michele travavam uma batalha judicial pela guarda da criança.

Segundo a Polícia Militar, após receber a notícia, ele se desesperou e fugiu da Zona Leste paulistana em direção ao Sítio do Rosado, onde a mãe dele trabalha como caseira e reside, na Estrada Velha do Taboão, no Itapeti, em Mogi.
Lá ele disse que não queria ficar longe do filho, e propôs que ambos dormissem dentro do veículo. Pela manhã, a avó foi procurá´los e encontrou os corpos dentro do carro. Por volta das 8h ela pediu socorro, acionando a Polícia Militar e o Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU), que constataram a morte de pai e filho.
Peritos do Instituto de Criminalística (IC) da Polícia Civil fizeram a perícia no veículo. Os corpos foram transportados para o Instituto Médico Legal (IML), no Parque Monte Líbano.
No 3º Distrito Policial de Mogi das Cruzes, em Cezar de Souza, o delegado Alexandre Batalha, disse que mesmo com tudo indicando que o pai matou o filho e depois cometeu suicídio, o caso será investigado.
Sítio Rosado, no Itapeti, área do Taboão, em Mogi, local dos crimes. Lá a mãe de Pithagoras e avó de Ryan trabalha como caseira
O pai Pithagoras teria matado o pequeno Ryan e depois cometido suicídio dentro do carro, que estava no sítio onde a avó do garoto é caseira – Fotos: Polícia Militar / Divulgação