Outro sábado de Mogi-Bertioga congestionada, do planalto até o fim da serra

 

PAULO QUARESMA – DO CORREIO INDEPENDENTE – Como em todos os verões, ir para a praia utilizando a Dom Paulo Rolim Loureiro (SP-098), a Mogi-Bertioga, não é tarefa fácil. Principalmente em feriados e aos finais de semana, onde muita gente da Capital, Região Metropolitana e até do Interior

E neste sábado (11/01) não foi diferente. Até por volta das 7h o trânsito era muito tranquilo, mas ia ficando carregado a medida em que os ponteiros avançavam. A reportagem do CORREIO INDEPENDENTE monitorou as pistas a partir das 6h e constatou isso.  (veja vídeo mais abaixo)

Mas por volta das 9h, a lentidão em alguns trecho começou a formar um enorme congestionamento, que começava ainda em Mogi, no Planalto, e seguia praticamente o fim da estrada,no km 98, bem em frente ao Posto da Polícia Rodoviária Estadual.

Como sempre, o problema para descer a serra começa no km 63 – no trevo de entroncamento da Mogi-Bertioga com a Mogi-Taiaçupeba e com a Estrada do Nagao (que dá acesso a Mogi-Salesópolis), quando a rodovia passa a ter apenas uma faixa para descer a serra (foto do alto), e o afunilamento gera lentidão que chega até a área central de Mogi.

Por vola das 10h, o DER.SP informou que o tráfego na Mogi-Bertioga era lento com pontos de congestionamento do km 57 ao km 74 e do km 80 ao 87 – totalizando 24 quilômetros de problemas.

Já por volta das 11h – com o sol a pique e a temperatura ultrapassando os 30 graus, o Departamento de Estradas de Rodagem (DER.SP), responsável pela rodovia, informou que os congestionamentos iam dos quilômetros 57 ao 70 e do 80 ao 86 – com muita gente levando mais de duas horas para cumprir o trajeto.

Já por volta das 15h, o movimento diminuiu um pouco e a viagem passou a durar a metade.

_____________

Abaixo, vídeo do DER.SP por volta das 7h deste sábado. Mais abaixo, foto do km 59, em Mogi, já com congestionamento e os ambulantes oferecendo seus produtos aos motoristas.

 

Fotos e vídeo: DER.SP / Divulgação