Marcus Melo se reúne e NGK confirma investimentos em Mogi

 

DE MOGI DAS CRUZES – Nesta segunda-feira (22/04), o prefeito Marcus Melo participou de uma reunião de trabalho com o presidente mundial da NGK, Shinichi Odo, e com os diretores Takeshi Kawai e Mikihiko Kato, na qual a empresa japonesa confirmou os planos de ampliação e modernização da unidade produtiva de Mogi das Cruzes. A estimativa é de que sejam investidos R$ 210 milhões na fábrica, com a geração de 200 empregos diretos e indiretos no período de três anos.

A reunião aconteceu na cidade japonesa de Nagoya, onde funciona a sede mundial da NGK, e faz parte da viagem do prefeito mogiano em busca de novos investimentos para o município. A viagem não tem custos para a Prefeitura – cada integrante da comitiva paga suas despesas.

“Temos uma relação muito próxima com a NGK, que em 2019 completa 60 anos de atuação em Mogi das Cruzes. Nossa visita à sede da empresa aqui no Japão foi muito proveitosa e recebemos a confirmação de que a NGK ampliará sua planta em Mogi, que fica no bairro do Cocuera, e isso trará mais empregos e divisas para a cidade”, explicou Melo, que está no Japão ao lado dos vereadores Mauro Araújo e Sadao Sakai, além de empresários locais. A NGK já havia anunciado a disposição de fazer novos investimentos na cidade em 2018, algo que foi confirmado agora.

Antes de ser recebido pela direção mundial da NGK, Melo e a comitiva mogiana foram recebidos pelo embaixador e diretor-geral para Assuntos Estrangeiros do Governo japonês, Takahiro Namakae, na capital Tóquio. O roteiro terá prosseguimento com a visita do prefeito mogiano a Seki, cidade-irmã de Mogi das Cruzes, onde será recebido pelo prefeito Kenji Ozeki.

A cidade é conhecida pelas empresas de cutelaria (facas). Outra cidade-irmã que será visitada é Toyama, onde o prefeito mogiano participará de uma audiência com o prefeito Massashi Mori. Em Toyama, Marcus Melo visitará a sede da Nachi, empresa que possui filial em Mogi das Cruzes. Do Japão, a visita prossegue em direção a Bélgica, onde o prefeito participará de uma série de compromissos na cidade de Tournai

NGK confirmou os planos de ampliação e modernização da fábrica de Mogi. Serão investidos R$ 210 milhões na fábrica, com a geração de 200 empregos diretos e indiretos no período de três anos

Parcerias

Mogi das Cruzes possui um histórico de bom relacionamento com o Japão. A cidade assinou o tratado de irmandade com Seki no dia 4 de setembro de 1969 (a parceria completará 50 anos em 2019). Com Toyama, o tratado foi assinado em 17 de agosto de 1979 (40 anos em 2019). Desde então, as duas cidades japonesas fizeram vários investimentos e ações em Mogi.

A mais recente parceria ocorreu entre 2012 e 2014, quando Mogi das Cruzes e Toyama firmaram um convênio de cooperação técnica para a implantação do programa Recicla + Mogi. Técnicos mogianos viajaram ao Japão e também receberam os colegas japoneses na cidade, para a criação e implantação do programa, que ajudou a cidade a elevar os índices de reciclagem de 0,5% em 2012 para 5% agora em 2019.

Seki e Toyama também colaboraram em áreas como educação e saúde, por meio de doações e apoio na construção de unidades de atendimento. Além disso, as cidades japonesas dão nome a um conjunto da CDHU, construído às margens da avenida Engenheiro Miguel Gemma.

Marcus Melo e a comitiva mogiana ao lado dos diretores da NGK: empresa completa 60 anos de atuação em Mogi das Cruzes em 2019 (Divulgação/PMMC)

Bélgica

Mogi das Cruzes também construiu boas relações com a Bélgica. Desde que a cidade recebeu a seleção de futebol do país europeu que se alojou num resort mogiano para a Copa do Mundo de 2014, Mogi desenvolveu uma relação frutífera com os belgas. Um exemplo é o Projeto Mogilínguas, uma parceria entre a Prefeitura e a Altissia International, especializada em projetos linguísticos flexíveis e inovadores. São oferecidos cursos de inglês, francês e espanhol. A plataforma é online, gratuita e os mogianos podem fazer mais de um curso ao mesmo tempo.