Morador de Ferraz ganha prêmio de R$ 100 mil na Nota Fiscal Paulista

Foi o único prêmio de grande valor no sorteio de setembro a sair para cidades do Alto Tietê

 

PAULO QUARESMA – DO CORREIO INDEPENDENTE – Um morador de Ferraz de Vasconcelos (bairro Jardim Soeiro) ganhou R$ 100 mil no sorteio de setembro da Nota Fiscal Paulista. Foi o único prêmio relevante na 142ª edição no Alto Tietê – sub-região Leste da Grande São Paulo. Uma moradora de São Paulo levou o prêmio de R$ 1 milhão. A consumidora concorreu com três bilhetes eletrônicos. Os prêmios de R$ 500 mil saíram para um morador de Piracicaba, um de Santo André e dois da Capital paulista.

No sorteio exclusivo para as entidades filantrópicas, o programa premiou cinco instituições com R$ 100 mil, são elas: a Associação Lar e Menores (Alarme), de São José do Rio Preto; a Associação Beneficente Hospital Nossa Senhora da Piedade, de Lençóis Paulista; a Organização Social João Marchesi, de Penápolis; a Associação Jesuíno Marcos Maguila, de Mogi Mirim e a Associação Lourdes Feres Khawali, de Jundiaí. Outras 50 instituições foram sorteadas com prêmios de R$ 10 mil, somando o valor de R$ 1 milhão.

Na extração de setembro, outros consumidores também levaram 10 prêmios de R$ 100 mil, 15 de R$ 50 mil, 20 de R$ 10 mil, 50 de R$ 5 mil e 500 prêmios de R$ 1 mil. Concorreram os cadastrados que efetuaram compras em maio de 2020 e solicitaram a inclusão do CPF/CNPJ no documento fiscal. No total o programa distribuiu 655 prêmios que somam R$ 6,7 milhões.

Desbloqueio dos prêmios

Em razão das medidas protetivas de combate ao Covid-19, para evitar aglomerações, a Secretaria Estadual da Fazenda e Planejamento não realizará a tradicional cerimônia de premiação e os ganhadores serão contatados para desbloqueio dos prêmios.

O intuito da ligação é agendar a presença do ganhador em um Posto Fiscal mais próximo, munido de documentação que comprove sua identidade, para desbloqueio do prêmio. Veja no portal as orientações de Como resgatar meus prêmios.

Para as entidades filantrópicas cadastradas, além do procedimento de desbloqueio vigente, é importante ressaltar que para resgatar o prêmio a instituição deve estar com o Certificado de Regularidade Cadastral de Entidade – CRCE liberado, conforme a legislação do programa.