Primavera: mogianos retiram 1.240 mudas frutíferas para plantio

 

DE MOGI DAS CRUZES – A Semana da Primavera foi encerrada com um total de 1.240 mudas doadas aos mogianos. Em apenas cinco dias, no Núcleo Ambiental da Ilha Marabá, foram 760 mudas entregues aos cidadãos, além de 430 no Parque Leon Feffer e outras 50 no Bairro Feliz. A iniciativa agradou o público e todos os dias houve grande movimento de pessoas em busca das mudas – todas frutíferas, como amora, pitanga, araçá, manga, romã e goiaba, entre outras. Somente no primeiro dia de doações na Ilha Marabá, 114 pés de árvores foram doados.

O secretário municipal do Verde e Meio Ambiente, Daniel Teixeira de Lima, explica que o resultado mostra a disposição dos mogianos de colaborarem com o aumento da cobertura verde da cidade: “Mogi das Cruzes possui a Serra do Itapeti e uma boa arborização urbana, mas estamos trabalhando para ampliá-la cada vez mais, seja com ações pública, seja por meio de iniciativas da população. A doação de mudas trouxe excelentes resultados”, frisou.

As mudas vieram do Viveiro Municipal reinaugurado em julho de 2018. O espaço, localizado no Parque Leon Feffer, possui uma grande variedade de espécies e oferece ações de educação ambiental, como visitas de alunos, além da doação de mudas a quem quer plantar.

O diretor da Secretaria do Verde, André Miragaia, que acompanhou a doação de mudas na Ilha Maraba, falou sobre a validade da ação: “É importante destacar que o programa de doação de mudas é permanente, e continua no Viveiro de Mudas, no Parque Leon Feffer, e também nas edições do Bairro Feliz, onde a Secretaria do Verde tem sempre um espaço pra fazer a doação”, observou.

Ele lembra que as árvores oferecem vários benefícios para a cidade, como conforto térmico, abrigo aos pássaros e melhoria da qualidade do ar. Em pouco tempo, as mudas se desenvolvem, as copas crescem e a população começa a notar os benefícios que as espécies trazem