Mogi volta a pedir um 2º Bom Prato. Santos já tem 4 unidades

Em 2018, o CORREIO mostrou que Mogi não poderia esperar. Afinal, Santos já tinha a sua quarta unidade

 

PAULO QUARESMA – DO CORREIO INDEPENDENTE * – No final do ano passado, reportagem do CORREIO mostrava que Mogi das Cruzes precisaria ser mais incisivo para que a cidade ganhasse uma segunda unidade do restaurante Bom Prato – que a prefeitura pretende que seja em Jundiapeba. Isso porque, no final de 2018, Santos – principal cidade do litoral paulista – acabava de ganhar sua quarta unidade – encarada pelo prefeito santista como um presente de Natal para a população da Baixada (leia mais abaixo).

 

Com a chegada de João Doria ao governo do Estado – algumas promessas do ex-governador Márcio França foram revistas. E o segundo Bom Prato de Mogi estava nessa lista de cancelamentos temporários.

 

Em busca de que esse projeto seja executado, o prefeito Marcus Melo se reuniu, na manhã desta quinta-feira (07/03), com a secretária estadual de Desenvolvimento Social, Célia Parnes, e o secretário-executivo da pasta, Paulo Mathias, na Capital paulista. Durante a reunião, que foi agendada pelo deputado estadual Marcos Damásio, o prefeito reforçou a solicitação de Mogi das Cruzes para a instalação de uma unidade do Bom Prato em Jundiapeba.

 

“Temos como meta colocar este Bom Prato para funcionar. É uma região da cidade com uma grande população e com pessoas em situação de vulnerabilidade social. A unidade será um investimento importante para esta região da cidade”, explicou o prefeito, acompanhado da secretária municipal de Assistência Social, Neusa Marialva, do secretário municipal do Verde e Meio Ambiente, Daniel Teixeira de Lima, do presidente da Câmara Municipal, Sadao Sakai, e do vereador Edson Santos.

 

O projeto do restaurante popular em Jundiapeba prevê uma construção de 300 metros quadrados, incluindo cozinha industrial, despensa, vestiários, sanitários, caixa e refeitório com capacidade para 200 lugares.

 

Durante a reunião desta quinta-feira, Célia Parnes destacou que a pasta possui limitações orçamentárias para este ano. No entanto, a secretária abriu a possibilidade de buscar soluções alternativas para a questão, inclusive com parcerias com a iniciativa privada. “Temos de buscar soluções alternativas e vejo que a cidade tem vontade de inovar. Mogi das Cruzes é uma potência e tem demandas de municípios deste tamanho”, afirmou. A secretária disse ainda que a pasta está formatando dois projetos inovadores para a área de Desenvolvimento Social e que Mogi das Cruzes é umas das cidades que podem receber as iniciativas.

 

Centro para pessoas em situação de rua

Outra demanda apresentada pelo prefeito mogiano foi o auxílio do Governo do Estado para a construção de um novo Centro Pop equipamento para o atendimento a pessoas em situação de rua. A estimativa é que a unidade, que teria atendimento ampliado com novas ações, necessite de investimento de cerca de R$ 600 mil.

 

Para isso, ele explicou o trabalho que é desenvolvido na cidade, com os locais de atendimento e o Centro Pop. Além disso, a Prefeitura também realiza um trabalho de capacitação profissional, com objetivo de reintegrar estas pessoas ao mercado de trabalho. Outro atendimento importante refere-se ao acompanhamento psicológico, por meio do CAPS AD.  “Temos o cadastro dos moradores de rua da cidade, com as informações. Também temos conversado com a sociedade sobre o tema”, disse a secretária municipal de Assistência Social, Neusa Marialva.

 

O atendimento e a forma de cadastramento do programa Ação Jovem também foram debatidas durante a reunião. O prefeito apresentou uma solicitação para que a forma com que o cadastro é feito atualmente seja alterada, dando mais autonomia ao município. Marcus Melo também apresentou à secretária o trabalho desenvolvido na cidade para a capacitação de jovens, por meio da Escola de Inovação e Empreendedorismo e do Crescer.

 

Os repasses estaduais para programas e entidades sociais e a implantação de um Centro de Referência para a Mulher Vítima de Violência foram outros temas discutidos durante o encontro. “Esta aproximação é muito importante para a apresentação das demandas de Mogi das Cruzes com o Governo do Estado. A reunião foi bastante proveitosa”, finalizou o prefeito

 

*Com informações da Coordenadoria de Comunicação da Prefeitura de Mogi das Cruzes

 

RELEMBRE REPORTAGEM DO CORREIO SOBRE A COMPARAÇÃO DOS QUATRO RESTAURANTES BOM PRATO DE SANTOS E APENAS UMA EM MOGI