Mogi é Agro, o potencial do agronegócio mogiano no País

Marca, que visa promover desenvolvimento do agronegócio mogiano, foi lançada nesta sexta-feira, 14

 

Mogi das Cruzes recebeu na tarde da última sexta-feira (15/12), uma nova marca que visa promover o desenvolvimento econômico e social do agronegócio mogiano: Mogi é Agro. A iniciativa, desenvolvida pela Prefeitura de Mogi das Cruzes, por meio da Secretaria de Agricultura, unifica as ações desenvolvidas pela Pasta e tem como objetivo resgatar e fortalecer a produção agrícola da cidade como referência no cenário nacional. Participaram do evento, no auditório do prédio-sede da Administração Municipal, autoridades, agricultores e representantes de diferentes instituições do setor.

“Somos a segunda cidade da região metropolitana de São Paulo em extensão territorial, só perdemos para a capital. Temos uma oportunidade de crescimento grande ainda no setor agrícola. Estamos próximos do maior mercado consumidor do País. Vamos trabalhar juntos para identificar as necessidades e continuar avançando”, disse o prefeito Marcus Melo, acompanhado pela presidente do Fundo Social de Solidariedade, Karin Melo.

O Mogi é Agro tem como objetivo identificar todos os trabalhos e ações realizadas pela Secretaria de Agricultura, focada em cada processo da cadeia produtiva do agronegócio mogiano, que é composta pelos produtores, a questão da infraestrutura, safra, atacado e varejo e o consumidor final. O secretário de Agricultura, Renato Abdo, apresentou as ações para cada segmento. “Nosso objetivo é unificar o trabalho para podermos ter uma marca forte do agronegócio de Mogi das Cruzes e fomentar novos mercados”, disse.

Ações como o investimento de R$ 812 mil na Estrada da Moralogia, por meio do FEHIDRO (Fundo Estadual de Recursos Hídricos) e a abertura de 100 novas vagas para feirantes em dezembro foram apresentadas pelo secretário. A Patrulha Rural, que está em fase de implantação, também foi um dos destaques. Confira a apresentação completa.

Os produtores agrícolas que participaram dos módulos do projeto “Alimento Saudável é Alimento Seguro”, realizado durante o ano pela Pasta, receberam os certificados de conclusão do curso. “A capacitação faz parte desse nosso projeto, credenciando nossos produtores para fornecer não só para a merenda escolar mogiana, como para outras cidades”, disse o secretário.

Durante o evento, a médica da Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde, Tereza Nihei, fez uma alerta aos agricultores sobre a importância da vacinação contra a febre amarela. Todos receberam materiais de divulgação sobre a doença. Participaram do evento o vice-prefeito Juliano Abe, secretários municipais e os vereadores Pedro Komura, Sadao Sakai e José Francimário Vieira de Macedo. (Kelli Correa Brito)

Anexos

Na terceira foto, o secretário de Agricultura, Renato Abdo, destacou que a nova marca resgatará a tradição do agronegócio mogiano. (Fotos: Guilherme Berti/PMMC). Abaixo, prefeito Marcus Melo entregou certificado para produtores que participaram do projeto “Alimento seguro é alimento saudável”.