Mogi das Cruzes realiza semana de prevenção e combate ao vírus HIV

Campanha Fique Sabendo oferece exames para HIV em locais públicos desde domingo até 7 de dezembro

 

DE MOGI DAS CRUZES – Desde domingo (01/12), o Programa Municipal de Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs/Aids) promove ações da Campanha Fique Sabendo, com oferta de exames para HIV em locais públicos, de fácil acesso à população, durante toda a semana, até o próximo sábado (07/12).

No Brasil, 135 mil pessoas têm o vírus HIV e não sabem (leia reportagem no fim deste texto.

A Campanha Fique Sabendo é uma mobilização que visa intensificar a realização de testes e exames para detecção do vírus HIV (vírus da imunodeficiência humana). Também tem como o objetivo de conscientizar a população sobre a importância, tanto da realização dos exames, quanto do diagnóstico precoce deste agravo.

Em 2019, a Campanha será acontece entre os dias 1º e 7 de dezembro. A Unidade móvel Itinerante do Programa Municipal de Infecções Sexualmente Transmissíveis percorre diversos locais com a presença de médicos e enfermeiros preparados para o atendimento. Neste domingo (01/12), o grupo levou o serviço para o Largo da Feira de Jundiapeba.

A gerente da Unidade de Atenção aos Programas de Saúde – UAPS, Daniela Alves Marins, explica a importância das pessoas sexualmente ativas buscarem os exames preventivos. “Em Mogi das Cruzes, nos últimos três anos, temos uma média de 80 novos casos por ano. Então, fazer o teste e saber o resultado é um passo decisivo para saúde”, afirmou. Daniela ainda explica que, se caso a pessoa tenha HIV, ela será encaminhada para o serviço de saúde que rapidamente inicia o tratamento.

O secretário municipal de Saúde, Francisco Bezerra, incentiva a população a fazer os exames preventivos. “Quanto mais cedo o homem ou a mulher descobrir que tem o HIV, maior a possibilidade de sucesso no tratamento. Além disso, caso a pessoa tenha o vírus e não saiba, ela pode transmitir para outra pessoa”, explicou.

A Aids é causada pelo HIV, vírus que ataca as defesas do organismo e aumenta a chance de aparecimento de doenças oportunistas. A Aids não tem cura, mas tem tratamento, que deve ser iniciado assim que a pessoa fica sabendo que está infectada. O portador do HIV precisa tomar medicamentos a vida toda, seguir o tratamento corretamente para impedir a transmissão do vírus e tomar alguns cuidados que garantem o controle da doença. O tratamento é gratuito e melhora a qualidade de vida de quem tem HIV.

Programação

Domingo, dia 01/12 – 9 às 14h: Feira de Jundiapeba

Segunda, dia 02/12 – 9 às 12h: Pátio de Prefeitura

Terça, dia 03/12 – 9 às 12h: CPTM – Estação Mogi das Cruzes

Quinta, dia 05/12 – 9 às 14h: OAB/Terminal Estudantes

Sexta, dia 06/12 – 9 às 12h: Centro POP

17 às 22h: Feira Noturna -Cobal

Sábado, dia 07/12 – 9 às 14h: Largo do Rosário