Mogi das Cruzes recebe novas doses contra a gripe e vacinação é retomada a partir de quarta, 25. No Pró-Hiper, só na quinta, dia 26

Doses recebidas duraram apena no primeiro dia de campanha, na segunda, dia 25

 

DE MOGI DAS CRUZES – Depois de ter esgotado todo o seu estoque no primeiro dia da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe, Mogi das Cruzes recebeu nova remessa de vacinas e já está abastecendo as unidades de saúde de todo o município. A informação é da Secretaria Municipal de Saúde, que deve retomar nesta quinta (26/03) e sexta-feira (27/03) a vacinação no Pró-Hiper para pessoas com mais de 70 anos sem necessidade de sair do veículo.

Nas unidades de saúde, no entanto, a campanha está sendo normalizada gradativamente já nesta quarta-feira (25/05), informa a secretaria.

Segundo a Secretaria de Saúde da cidade, já foram aplicadas no primeiro dia de campanha cerca de 15 mil doses e mais 24 mil chegaram nesta quarta-feira (24/03).

A vacinação no Pró-Hiper é exclusiva para quem tem mais de 70 anos, pode ir de carro e tem entrada pela Avenida Cívica, no bairro do Mogilar, sendo obrigatória a apresentação do cartão SIS ou documento de identidade e comprovante de endereço. O horário de funcionamento é o mesmo adotado nas unidades de saúde: das 8 às 16h30, de segunda a sexta-feira. Caso haja doses suficientes, o atendimento poderá ser realizado também no sábado (28/03).

Quem não tem carro deve procurar uma unidade de saúde mais próxima de casa. “A vacinação drive-thru é uma maneira de reduzirmos o fluxo de pessoas nas unidades de saúde, mas todos os postos estão adotando estratégias para reduzir as aglomerações e acelerar os atendimentos”, explica o secretário municipal de Saúde, Henrique Naufel.

De acordo com a programação mogiana, entre os dias 30 de março e 15 de abril serão imunizadas pessoas de 60 a 74 anos. A partir de 16 de abril, o município deverá seguir a programação do calendário nacional ou adaptar novas ações conforme a situação. Lembrando sempre que o cumprimento do cronograma depende da reposição das doses.

 

Coronavírus

Embora a vacina contra a gripe aplicada em todo o país não proteja contra o novo Coronavírus, os idosos devem ser imunizados porque são mais suscetíveis às doenças respiratórias e suas possíveis complicações. A vacinação também ajuda a diferenciar a gripe comum da Covid-19, ou seja, se a pessoa recebeu a dose de combate à gripe e, mesmo assim, apresentar sintomas como tosse e falta de ar, provavelmente não é o vírus influenza, o que pode ajudar o médico em sua conduta.

Informações pelo SIS 160.