Mogi tem 9 casos de sarampo. No Alto Tietê são 22 e uma morte por gripe

Dois novos casos confirmados da doença em Mogi são em mulheres que moram no bairro da Vila Suíssa

 

PAULO QUARESMA – DO CORREIO INDEPENDENTE – Mais dois casos de sarampo foram confirmados pela Secretaria Municipal de Saúde de Mogi das Cruzes, nesta sexta-feira (09/08). Agora, a cidade tem 9 casos confirmados e 25 suspeitos, que ainda dependem do resultado de análises laboratoriais. No Alto Tietê, agora são 22 as confirmações da doença.

Já a gripe H1N1, houve uma confirmação de morte em Itaquaqueceuba (leia mais abaixo).

Os dois novos casos são em duas mulheres, uma de 22 anos e outra de 38, ambas  residentes na Vila Suíssa, no Distrito de Cezar de Souza e o quadro de saúde delas é estável.

O município mogiano, assim como Itaquaquecetuba, na mesma região, estão na lista das 39 cidades com surto ativo de sarampo – ou seja, com crescimento do número de casos confirmados da doença.  São 35 municípios no Estado de São Paulo, três no Estado do Rio e uma na Bahia (leia mais abaixo e veja a relação das cidades nessa situação).

Agora, em todo o Alto Tietê, os 19 casos confirmados de sarampo estão distribuídos da seguinte maneira: 9 em Mogi, 6 em Itaquaquecetuba, 3 em Arujá, 2 em Suzano e 2 em Ferraz de Vasconcelos. Uma atualização deve ser feita neste sábado pela Secretaria de Estado da Saúde.

O Ministério da Saúde alerta aos pais, mães e responsáveis que vão viajar com os filhos de seis meses a menores de um ano de idade para municípios em situação de surto ativo do sarampo no país (lista abaixo). A recomendação é que todas essas crianças, nesta faixa etária, sejam vacinadas contra a doença, no período mínimo de 15 dias, antes da data prevista para a viagem

Em Mogi das Cruzes, a Secretaria Municipal de Saúde reitera a importância da vacinação contra o sarampo, que pode ser realizada em qualquer Posto de Saúde de segunda a sexta-feira, das 8 às 16h30.

Vacinação de Bloqueio

Após confirmação dos dois novos casos, a Secretaria de Saúde mogiana realizou a chamada vacinação de bloqueio em uma escola na área central da cidade. Ou seja, todos no entorno da pessoa contaminada recebam esaa “vacina de bloqueio”, que é a tríplice viral (SCR), que deve ser aplicada nas pessoas que moram na mesma casa de quem está com sarampo, vizinhos próximos, crianças da mesma creche, escola, ou , no caso de adultos, ambiente de trabalho. Tudo isso para tentar “bloquear” o vírus, aumentando a imunidade de todos que possam ter tido contato com a pessoa doente, impedindo que novos casos apareçam e, consequentemente, impedindo que o vírus se espalhe ainda mais.

Em Mogi, a Secretaria Municipal de Saúde realizou, nesta sexta-feira (09/08), esse tipo de bloqueio em uma escola na área central da cidade. Neste sábado (10/08), essa operação, também chamada de varredura, vai á área rural do distrito de Biritiba Ussu, além de vias da Vila Lavínia, como a Francisco Vaz Coelho, Padre Eustáquio, Benedito Sérvulo de Santana e Avenida Dona Antônia Maria de Souza.

Em todas as unidades de saúde, é possível realizar a vacinação de rotina para atualização de cadernetas de vacinação, conforme orientações do Ministério da Saúde. “Estamos em contato permanente com o Governo Estadual e também com o Ministério da Saúde solicitando reforço no nosso abastecimento de vacinas para que possamos garantir a proteção necessária aos nossos munícipes”, informa o secretário municipal de Saúde, Francisco Bezerra.

A vacina indicada é a tríplice viral, que está prevista no Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde, e é aplicada aos 12 meses de idade, com reforço aos 15 meses. A dose garante imunização contra sarampo, rubéola e caxumba. Crianças, adolescentes e jovens adultos com idade entre 1 e 29 anos devem ter duas doses da vacina. Quem tem entre 30 e 59 anos precisa ter, pelo menos, uma dose comprovada.

A forma mais eficaz de prevenir o sarampo é a vacina, mas é importante lembrar que a dose é contraindicada para gestantes e imunodeprimidos, como pessoas submetidas a tratamento de leucemia e pacientes oncológicos. Em Mogi, em caso de dúvida, procure uma unidade de saúde ou entre em contato com a Vigilância Epidemiológica pelo telefone 4798-6768.

_______________

Gripe: Itaquaquecetuba confirma uma morte

Foi confirmada na manhã deste sábado (10/08) a primeira morte em 2019 por H1N1 nas cidades do Alto Tietê, região que ocupa a porção leste da Grande São Paulo: foi em Itaquaquecetuba.

De acordo com a Secretaria de Saúde do município, este ano houve 18 notificações da doença (com um paciente que morreu) -além de dois casos de Influenza B e 15 notificações descartadas após exames clínicos.

De acordo com a Prefeitura de Itaquá, as unidades básicas de saúde da cidade possuem estoque de vacina apenas para a aplicação da segunda dose – destinadas a crianças entre seis meses e menores de nove anos. Para isso, elas precisam ter sido vacinadas contra a gripe H1N1 anteriormente.

_______________

Sarampo: saiba tudo sobre a doença

O Sarampo é uma doença infecciosa transmitida pela tosse e espirro extremamente contagiosa que pode ser contraída por pessoas de qualquer idade. Os principais sintomas do sarampo são manchas vermelhas, que surgem primeiro no rosto e atrás das orelhas, febre alta e dor de cabeça.

O sarampo é uma doença infecciosa aguda, de natureza viral, grave, transmitida pela fala, tosse e espirro, e extremamente contagiosa, mas que pode ser prevenida pela vacina. Pode ser contraída por pessoas de qualquer idade. As complicações infecciosas contribuem para a gravidade da doença, particularmente em crianças desnutridas e menores de um ano de idade. Em algumas partes do mundo, a doença é uma das principais causas de morbimortalidade entre crianças menores de 5 anos de idade.

_______________

Quais são os sintomas do sarampo?

 

  • Febre alta, acima de 38,5°C;
  • Dor de cabeça;
  • Manchas vermelhas, que surgem primeiro no rosto e atrás das orelhas, e, em seguida, se espalham pelo corpo
  • Tosse;
  • Coriza;
  • Conjuntivite;
  • Manchas brancas que aparecem na mucosa bucal conhecida como sinal de koplik, que antecede de 1 a 2 dias antes do aparecimento das manchas vermelhas

_______________

Municípios brasileiros com surto ativo de sarampo

  • Localidades que mantém crescimento do nº de casos confirmados até 26/07/2019
UF MUNICÍPIO
SÃO PAULO Atibaia
Barueri
Cassapava
Caieiras
Campinas
Carapicuíba
Diadema
Embu
Estrela D´Oeste
Fernandópolis
Francisco Morato
Guarulhos
Hortolândia
Indaiatuba
Itapetininga
Itaquaquecetuba
Jales
Jundiaí
Mairiporã
Mauá
Mogi das Cruzes
Osasco
Peruíbe
Pindamonhangaba
Praia Grande
Ribeirão Pires
Ribeirão Preto
Rio Grande da Serra
Santo André
Santos
São Bernardo do Campo
São Caetano do Sul
São José do Rio Preto
São José dos Campos
São Paulo
Sorocaba
Sumaré
Taboão da Serra
Taubaté
RIO DE JANEIRO Rio de Janeiro
Paraty
Nilópolis
BAHIA Salvador

Fonte: Ministério da Saúde