Covid-19: médicos podem indicar testes e exames a pacientes sintomáticos

Em Mogi das Cruzes, basta pedido de médico assistente para teste da Covid-19 ser liberado

 

DE MOGI DAS CRUZES –  Desde o início do mês, em Mogi das Cruzes qualquer pessoa sintomática pode realizar o teste para Covid-19 mediante solicitação do médico assistente. Há exames disponíveis na Rede Básica, mas as indicações dependem do período inicial dos sintomas e outros critérios que somente o profissional pode analisar.

Até o mês passado, o exame era indicado apenas para profissionais de saúde e segurança em atividade, pessoas com mais de 60 anos e portadores de doenças crônicas, mas a deliberação 55/2020 da CIB – Comissão de Intergestores Bipartite do Estado de São Paulo estendeu o recurso para qualquer indivíduo que apresente síndrome gripal com suspeita de Covid-19.

Os principais sintomas são febre acompanhada de alguma outra queixa como tosse, dor de garganta, coriza, dificuldade respiratória, ausência de paladar ou ausência de olfato. Em crianças, considera-se também obstrução nasal e, em idosos, critérios específicos de agravamento como síncope, confusão mental, sonolência excessiva, irritabilidade e inapetência.

A realização dos exames está indicada somente a partir do terceiro dia do início dos sintomas, visto que a realização precoce não detecta o vírus, podendo apresentar resultado falso negativo. Entre três e sete dias de sintomas, o teste utilizado é o RT-PCR, que consiste na coleta de material do nariz e da garganta pelo swab. Neste caso, a amostra é encaminhada para análise ao Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo, e o resultado leva cerca de uma semana.

O teste rápido é indicado para pessoas sintomáticas após o sétimo dia a partir do início dos sintomas, preferencialmente a partir do 14º dia, quando a eficácia é ainda maior. Neste caso, o resultado fica pronto em 15 minutos. “É muito importante esclarecer que o tratamento do paciente não depende do resultado do teste. Com base no histórico e nas queixas, o médico prescreve as medicações e tratamentos”, explica o secretário municipal de Saúde, Henrique Naufel.

Em todo o Estado de São Paulo, há um esforço para ampliação da testagem diagnóstica para Covid-19. O objetivo é oferecer subsídios para os serviços de saúde quanto à investigação laboratorial, utilização e interpretação dos testes sorológicos para a Covid-19 e padronização das condutas de isolamento. O recurso é importante, ainda, para apoiar os gestores na tomada de decisões e medidas de prevenção e controle da doença.

Mogi das Cruzes registrou, desde o início da pandemia na cidade, um total de 3.390 casos de mogianos infectados pelo novo Coronavírus, dos quais, 2.128 já se recuperaram e, infelizmente, 230 vieram a óbito. As taxas de ocupação de leitos de enfermaria é de 40,9% de UTI de 58,4%, em média, na cidade.