Junho Verde: combate a incêndios e parceria com Fundação Florestal

Programação do Junho Verde foi encerrada neste último dia de junho

 

DE MOGI DAS CRUZES – A programação do Junho Verde foi encerrada nesta terça-feira (30/06) com dois eventos realizados por teleconferência. Com a presença de representantes da Fundação Florestal, do Corpo de Bombeiros e do Instituto Ecofuturo, a Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente promoveu o debate “Combate a Incêndios Florestais”, que também contou com a presença de secretários municipais de municípios do Alto Tietê.

Também nesta terça, a Prefeitura de Mogi das Cruzes e a Fundação Florestal assinaram um protocolo de intenções para estimular a conservação das matas, a educação ambiental e garantir o apoio técnico da entidade na revisão do Plano de Manejo do Parque Municipal Chiquinho Veríssimo.

O secretário municipal do Verde e Meio Ambiente de Mogi das Cruzes, Daniel Teixeira de Lima, comandou a teleconferência, que contou, entre outros, com a participação do gerente regional da Fundação Florestal, Josenei Gabriel Cará, do diretor superintendente do Instituto Ecofuturo, Paulo Groke, e do subcomandante do Corpo de Bombeiros de Mogi das Cruzes, Edson Lino. “O Junho Verde está acabando, mas deixa como saldo de atividades um mês inteiro de ações de conscientização, formação e educação ambiental. Utilizamos com muito sucesso o formato das lives e esta aqui tambem será muito importante, pois debaterá assuntos de grande importância para toda a região”, comentou Lima.

O debate começou com o Sistema Estadual de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais – ou Operação Corta Fogo. Coordenada pela Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente (SIMA), a operação envolve e articula o trabalho de órgãos como o Corpo de Bombeiros, a Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil (CEPDEC), a Polícia Militar Ambiental (PAmb), a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), a Fundação Florestal (FF) e o Instituto Florestal (IF).

Em seguida, foi assinado o protocolo de intenções visando a formalização do Termo de Cooperação Técnica que vai estabelecer e determinar ações a serem realizadas nas Unidades de Conservação administradas pela Fundação Florestal, que são a Estação Ecológica de Itapeti, a Área de Proteção Ambiental da Várzea do Rio Tietê e a Área de Proteção Ambiental da Serra do Itapeti. O protocolo inclui ainda o Parque Natural Municipal Francisco Affonso de Mello – Chiquinho Veríssimo, os Parques Centenário e Leon Feffer, além do Núcleo de Educação Ambiental da Ilha Marabá e a Escola Ambiental.

“A Fundação Florestal tem um profundo conhecimento sobre a gestão de unidades de conservação e isso vai permitir a troca de informações e de experiência. Poderemos atualizar o Plano de Manejo do Parque Municipal e realizar outras ações em benefício dos nossos equipamentos públicos, sempre utilizando o know how da fundação, que é muito grande”, finalizou o secretário.