Juliana Cardoso vai integrar a Sec. de Agricultura e Abastecimento de Doria

À frente da CATI, engenheira ambiental Juliana deverá estreitar o diálogo com produtores do Alto Tietê

 

DE SUZANO – A engenheira ambiental e mestre em Administração Pública, Juliana Cardoso assumirá a Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI), vinculada à Secretaria Estadual de Agricultura e Abastecimento, do governo de João Doria. O convite partiu do próprio secretário, o ex-presidente da Sociedade Rural Brasileira (SRB), Gustavo Junqueira (na foto, com Juliana), que enxergou o grande potencial técnico de Juliana para encabeçar a gestão deste importantíssimo departamento estadual. Gustavo, que possui um vínculo familiar histórico na agricultura, é formado em administração de empresas, mestre em finanças pela Thunderbird School Management dos Estados Unidos, onde morou e trabalhou por seis anos.

Além de estar altamente capacitada para exercer a nova função, Juliana será protagonista de um fato histórico: se torna a primeira mulher a assumir o comando do órgão estadual – fundado em 1967 – e que está sediado em Campinas, no interior do Estado. O objetivo da CATI é promover o desenvolvimento rural sustentável, por meio de programas e ações participativas com o envolvimento da comunidade, de entidades parceiras e de todos os segmentos dos negócios agrícolas.

De acordo com Juliana, sua gestão na CATI terá a missão de quebrar de paradigmas e criar uma nova atmosfera na rotina de trabalho. “Agradeço demais o convite e a confiança do secretário Gustavo Junqueira e do governador João Doria. Aqui na CATI nós queremos justamente proporcionar o desenvolvimento sustentável, a extensão rural aos produtores, principalmente aos pequenos e médios. Dando estrutura e capacitação. Vou seguir o que o nosso governador João Doria colocou como meta que é justamente transformar estes pequenos e médios produtores em empresários”, define Juliana.

Ao lado do secretário Gustavo Junqueira, a engenheira ambiental esteve nesta terça-feira (02/01), na sede da Secretaria Estadual de Agricultura e Abastecimento, em São Paulo, e já foi apresentada à sua nova equipe. “Começamos a traçar os planos e agendas de trabalho, pois queremos estar presentes em todos os municípios paulistas, proporcionando ações práticas de agronegócios”, prevê.

A engenheira ambiental diz se sentir honrada em comandar um órgão ligado diretamente aos interesses dos produtores rurais de São Paulo. “Faz parte da minha origem. Minha bisavó veio do Japão com uma muda de chá transformando a nossa família numa das pioneiras do cultivo do chá no Brasil. Tanto que a Casa da Agricultura de Suzano, que é a minha querida cidade, leva o nome do meu tataravô, Kisaku Haguigara”, detalha.

À frente da CATI, Juliana deverá ainda estreitar o diálogo com os produtores do Alto Tietê, tendo em vista a grande importância que o Cinturão Verde possui em todo o Estado de São Paulo: “Teremos sim este diálogo aberto focando sempre no desenvolvimento econômico e o fortalecimento das cadeias produtivas”, finaliza.

Juliana Cardoso e equipe da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, neste início de gestão do governador João Doria / Foto? Divulgação