Homem coloca fogo em casa com mulher e o filho de 7 anos dentro

Foi no Jd Aeroporto 3, na madrugada desta quinta-feira, 7. Ele foi preso pela polícia civil no fim da manhã

 

PAULO QUARESMA – DO CORREIO INDEPENDENTE * – Inconformado com o término do relacionamento, na madrugada desta quinta-feira (07/11), um homem de 41 anos ateou fogo na casa da mulher,com ela e o filho de 7 anos dentro, em um dos bairros do Distrito de Brás Cubas, Mogi das Cruzes, segundo a polícia. Ele acabou sendo preso pela Polícia Civil de Mogi no final da manhã, e nega ter ateado fogo na residência.

Tudo aconteceu na Rua General Longo 146, no Jardim Aeroporto 3.

Em seu depoimento à polícia, enquanto era socorrida, Michelli Juliana Martins, de 34 anos, contou que relatou que o autor do incêndio seria seu companheiro, Nicacio de Assis Sousa, 41 anos, e que após uma discussão, onde eles haviam terminado o relacionamento, ele esperou ela adormecer e incendiou a residência usando álcool doméstico. Ainda segundo ela, depois disso Nicacio fugiu tomando sentido ignorado.

Vizinhos contaram que por volta da meia-noite ouviram Michelli e Nicacio chegar em casa, aparentemente embriagados. A partir daí teve início uma briga entre o casal. Por volta das 3h ouviram gritos de socorro de Michelli e viram a casa pegando fogo, quando acionaram os Bombeiros e o 190 do Centro de Operações da Polícia Militar (Copom).

Segundo os vizinhos o casal chegou, aparentemente, embriagado por volta da meia-noite.

Eles entraram na casa e começaram a brigar muito. Por volta das 3h, os vizinhos relataram que acordaram assustados com gritos da mulher, pedindo por socorro porque a casa dela estava pegando fogo e precisava retirar o pequeno Enzo dentro da casa.

Atenderam a ocorrência viaturas do Corpo de Bombeiros, policiais militares da 2ª Cia. do 17° Batalhão de Polícia Militar (BPM/M) e duas viaturas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

De acordo com a Polícia Militar, Michelli teve 70% do corpo queimado, enquanto o filho com 90%. Ambos foram socorridos para o Hospital das Clínicas Luzia de Pinho Melo, no Mogilar, onde permanecem internadas em estado grave. A Secretaria de Estado da Saúde, responsável pela unidade de saúde, não informou o estado das vítimas.

O Boletim de Ocorrência foi registrado no 1º Distrito Policial, no Parque Monte Líbano, pelo delegado Victor de Melo Silva. A perícia foi feita às 5h11 pela Polícia Técnica.

*Colaborou Helio Torchi

Fotos : Hélio Torchi / Divulgação