Guarda-roupa era “estufa” para plantio de maconha em casa de Guararema

Cultivo de maconha era feito na casa de um decorador

PAULO QUARESMA – DO CORREIO INDEPENDENTE – A Polícia Militar descobriu na tarde desta quinta-feira (20/02). um guarda-roupas era utilizado como estufa para cultivar maconha em um bairro de Guararema – cidade do Alto Tietê, região que ocupa a porção leste da Grande São Paulo. Um decorador, de 31 anos, foi preso.

A PM chegou à residência do homem, que fica no bairro do Nogueira, por volta das 15h, depois de receber uma denúncia anônima.

Ao chegarem ao local, o decorador – que disse trabalhar também com festas de casamento e eventos – recebeu os policiais militares e admitiu que possuía um vaso de maconha para consumo próprio e negou ser traficante.

Mas tudo caiu por terra após os PMs revistarem a casa. É que dentro de um guarda-roupas havia oito vasos com pés de maconha. Segundo o Boletim de Ocorrência, registrado na Delegacia de Polícia da cidade, os policiais relataram que o móvel era utilizado como estufa profissional improvisada e possuía ainda termômetro para o controle da temperatura e lâmpada para aquecimento e crescimento dos pés da cannabis. Havia, ainda, sementes, adubos e fertilizantes, além de uma balança de precisão.

O homem foi preso em flagrante pelo cultivo, armazenamento e distribuição de maconha.

Foto: Polícia Militar / Divulgação