Governo nomeia mais de 2,7 mil soldados para reforçar a Polícia Militar

 

DE SÃO PAULO – Mais 2.712 soldados foram nomeados, neste sábado (11/05), para reforçar o efetivo da Polícia Militar do Estado de São Paulo. A nomeação foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE).

A próxima etapa será a posse dos nomeados, que deve acontecer dentro de aproximadamente 15 dias. Em seguida, os novos soldados iniciarão na Escola Superior de Soldados.
O curso de formação tem duração de um ano. No total, são 1.456 horas de aulas, distribuídas em 49 disciplinas, como Direitos Humanos, Tiro Defensivo Pela Preservação da Vida “Método Giraldi”, Inteligência Policial, Gerenciamento de Crises, Doutrina de Polícia Comunitária, entre outras.
A remuneração inicial do soldado é de R$ 3.164,58, incluindo o salário-base, o Regime Especial de Trabalho Policial (RETP) e o valor de insalubridade.
O soldado da Polícia Militar tem como atribuição principal o policiamento ostensivo e preservação da ordem pública. A designação para cada região acontecerá de acordo com a classificação final no curso e a necessidade local.

Concursos em andamento e policiais em formação

Estão em andamento concursos para selecionais mais 5.400 novos soldados e 460 alunos-oficiais.
Além desses PMs, foram nomeados em abril outros 560 soldados, remanescentes de edital 2017, que também devem iniciar o curso de formação ainda neste mês.
Já estão em formação 2.181 soldados na Escola Superior de Soldados e 379 alunos-oficiais na Academia de Polícia Militar do Barro Branco.