Fuga de três presos da Cadeia de Mogi é investigada pela Polícia Civil

Presos quebraram a parede do banheiro. De lá, com teresa, acessaram piso superior e chegaram à rua

 

PAULO QUARESMA – DO CORREIO INDEPENDENTE – Inicialmente a informação era de quatro presos haviam fugido da Cadeia Pública de Mogi das Cruzes, no Parque Monte Líbano, entre o domingo (03/11) e a manhã desta segunda-feira (04/11), mas a confirmação é de que foram três os detentos que escaparam. O fato está sendo investigado pelo Núcleo Corregedor da Delegacia Seccional  de Polícia Cívil de Mogi das Cruzes.

De acordo com o Boletim de Ocorrência, registrado no  1º Distrito Policial  – que fica na frente da Cadeia – foi às 8h da segunda-feira que a fuga foi notada, durante a habitual chamada. Os presos Felipe da Silva Emerenciano, Bruno Rafael de Jesus Domingues e Kaique da Silva Teixeira e Felipe da Silva Emerenciano, não responderam a chamada. Eles estavam com outros seis presos, na Cela 4.

O Boletim informa ainda que na chamada feita na troca de plantão, ás 20 horas do domingo, o agente que assumiu o posto informou que na contagem todos os presos estavam na cela. Pela madrugada, o agente informou ainda que deram entrada na Cadeia Pública três pessoas presas em flagrante. Ele disse não ter notado nada de estranho ou ouvido qualquer barulho.

Segundo o BO, a fuga do trio ocorreu pelo banheiro. A parede foi aberta e eles conseguiram chegar, com um auxílio de uma teresa (corda confeccionada com lençóis, cortinas, roupas que geralmente é usada para fuga) e chegaram na parte superior do prédio. De lá, dobraram uma grade de proteção e chegaram á rua.

A Cadeia Pública de Mogi, depois da inauguração do CDP (Centro de Detenção Provisória), no bairro do Taboão, só abriga detentos à noite ou madrugada, que passarão por audiência de custódia e depois serão libertados ou seguirão para o CDP, ou ainda os chamados presos administrativos, detidos em razão do não pagamento de pensão alimentícia, entre outros crimes leves.