Fóruns virtuais discutirão ações culturais e apoio a artistas de Mogi

Serão quatro fóruns virtuais, ainda em junho e durante o mês de julho

 

DE MOGI DAS CRUZES – A Secretaria Municipal de Cultura e Turismo e o Conselho Municipal de Cultura (Comuc), realizarão, neste mês de junho e início de julho, quatro fóruns virtuais por meio do Diálogo Aberto – programa da secretaria para formação e mobilização social que visa à capacitação e aproximação de agentes culturais e demais pessoas interessadas em arte e cultura. Os temas serão ações culturais e o apoio a artistas da cidade neste período da pandemia da Covid-19.

O primeiro fórum, nesta segunda-feira (22/06), às 15h, será exclusivo para artistas que foram contemplados com a primeira etapa da Mostra Virtual de Mogi das Cruzes – A Arte Não Esqueceu de Você (Movi.Ar), estratégia criada pela Prefeitura para apoiar profissionais da arte e cultura neste momento de isolamento social.

Por meio da Movi.Ar, além de receberem apoio financeiro emergencial, os artistas foram estimulados a desenvolver apresentações e conteúdo online em plataformas virtuais, em especial as redes sociais. São diversas intervenções, principalmente transmissões ao vivo (lives). O projeto beneficiou 63 profissionais.

O objetivo deste fórum é ouvir as experiências, entender como foram os desafios e dificuldades dos artistas com as plataformas digitais e como essas questões foram solucionadas.

Esta semana, Conselho Municipal de Cultura aprovou a utilização de R$ 99 mil do Fundo Municipal de Cultura para dar continuidade à Mostra Virtual, o que permitirá o atendimento de 82 artistas, por três meses.

“A proposta do fórum virtual é, também, avisar que os artistas contemplados na primeira etapa não continuam de forma automática na próxima Movi.Ar. É necessário inscrever-se novamente”, explica o secretário Mateus Sartori.

Na terça-feira (23/06), às 17h, será discutida a nova Movi.Ar e como a Prefeitura está construindo o edital. “Este fórum público será aberto a toda sociedade civil. Nós da Secretaria e o Conselho Municipal de Cultura esperamos a maior participação possível”, afirma Sartori.

No dia seguinte (24), às 10h, o Conselho de Cultura se reúne para aprovar a minuta final da Mostra Virtual, em reunião exclusiva para os membros do conselho e da secretaria.

A expectativa é de que, no dia 30 de junho, a Prefeitura abra um chamamento público para o novo cadastro – para receber o auxílio é necessário fazer a inscrição. A mostra é destinada a todos os segmentos artísticos, como fotografia, artes cênicas, dança, música, cinema, artes plásticas, artesanato, literatura e manifestações populares.

Em 1º de julho, haverá um seminário virtual, aberto a todos os interessados, principalmente artistas e gestores de espaços culturais, para tratar da atualização do cadastro e da futura Lei Nacional de Emergência Cultural, recentemente aprovada no Senado Federal. “O objetivo é preparar os artistas para receber o benefício da lei emergencial e divulgar o cadastro da Secretaria de Cultura”, destaca Sartori. A sala virtual será aberta às 18h40 e o seminário será realizado das 19h às 20h30.

Pela chamada “Lei Aldir Blanc” (em homenagem ao grande cantor e compositor brasileiro falecido em maio), Mogi das Cruzes pode receber mais de R$ 2,7 milhões para auxílio a profissionais da cultura e manutenção de espaços artísticos, já que o setor é um dos mais afetados na crise provocada pelo novo Coronavírus.

A lei prevê repasse de R$ 600 a artistas e apoio mensal entre R$ 3 mil e R$ 10 mil a espaços culturais, que estão impedidos de realizar atividades presenciais, e recursos para editais de fomento a projetos culturais. A proposta ainda depende da sanção do presidente da República.

Os fóruns serão pela plataforma de comunicação Google Meet e, para participar, todos devem ter uma conta Google.

 

Diálogo

O Diálogo Aberto é um programa de formação e mobilização social da Prefeitura de Mogi das Cruzes, por meio da Secretaria de Cultura e Turismo, iniciado em 2013. De lá para cá, foram realizadas 314 reuniões (fóruns, palestras, oficinas e workshops) com temáticas relacionadas às políticas públicas na área de cultura: elaboração de projetos, cadastro de artistas, legislação, editais, equipamentos públicos, entre outros. Esses eventos totalizam um público superior a 16 mil participantes.

 

Foto: Michael Mayson