Mogi inicia reforma e modernização do Ecoponto Parque Olímpico

 

DE MOGI DAS CRUZES – A Prefeitura de Mogi das Cruzes iniciou a reforma, readequação e modernização do Ecoponto do Parque Olímpico, que passará a ter um sistema que facilitará aos usuários o descarte de resíduos pesados e volumosos. Serão construídas baias para receber e separar sofás, armários, camas e eletrodomésticos, de outros materiais.

O novo formato também melhorará o descarte de resíduos metálicos, madeiras, pneus e materiais perigosos (com potencial de contaminação), como pilhas, baterias, restos de tintas e solventes. O conceito é o mesmo utilizado no Ecoponto de Jundiapeba, o mais moderno do município.

Durante o tempo em que está fechado, multiplicaram as reclamações da falta de um local nessa área da cidade para se descartar lixo descartável.

“A população de Mogi sempre tem respondido positivamente quanto à utilização dos ecopontos da cidade, buscado as formas corretas e mais adequadas para descarte de materiais inservíveis”, explica o diretor da Secretaria do Verde e Meio Ambiente, André Miragaia.

O Secretário Municipal de Serviços Urbanos, Dirceu Lorena Meira, afirma que as obras trarão mais conforto aos munícipes que encaminham seus resíduos frequentemente: “Nosso empenho agora é aproveitar ao máximo esse período do ano, com a redução das chuvas. O prefeito Marcus Melo quer concluir o quanto antes as obras para entregar esse equipamento à população o mais breve possível”.

Segundo Miragaia, o Ecoponto do Parque Olímpico recebeu, em 2018, mais de 3 mil toneladas de resíduos, e o novo modelo vai facilitar muito o reaproveitamento e a reciclagem dos materiais descartados.

“O projeto prevê uma rampa de acesso ao piso elevado para descarte de materiais como os resíduos de demolição e construção civil. Desta forma, a população não necessitará mais acondicionar os resíduos em sacos, mas sim descartá-los diretamente dentro das caçambas”, detalha o diretor. “Com as novas baias de separação, a triagem prévia deve aumentar nosso potencial de reciclagem e ainda reduzir custos. É um ganho ambiental e econômico para o município” completa.

Após a reforma, o Ecoponto do Parque Olímpico também trará uma nova concepção em relação à paisagem urbana, já que está prevista a implantação de cercas vivas e de paisagismo no entorno da área de operação.

O secretário de Verde e Meio Ambiente, Daniel Teixeira de Lima, ressalta que o novo projeto vai melhorar muito a estética urbana do local. “A Prefeitura entregará aos moradores da região um equipamento novo, com outra proposta, mais moderna e que, por suas características, deve reduzir os atos de vandalismos e valorizar o bairro, com um espaço mais bonito e acolhedor”, conclui.

 

Foto: Foto: Divulgação/SVMA