Em Mogi das Cruzes, ação integrada faz operação em locais com grande concentração de pessoas no período noturno

Equipes foram ao Centro Cívico, Parque Monte Líbano, Vila Rubens, Mogilar e Braz Cubas

 

DE MOGI DAS CRUZES – A Polícia Militar, Guarda Municipal e Departamento de Fiscalização de Posturas realizaram neste final de semana (dias 01 e 2/02) uma ação integrada em locais com grande acúmulo de pessoas, principalmente de jovens, no período noturno. As ações aconteceram no Parque Monte Líbano, Centro Cívico, Braz Cubas, Vila Rubens e Mogilar.

O trabalho busca inibir os problemas a moradores e comerciantes causados pela grande aglomeração de pessoas, além de inibir ações criminosas e garantir a circulação normal de veículos. As vias em que foram detectados problemas de obstrução foram liberadas de forma pacífica, com a presença das equipes.

Além disso, veículos flagrados fazendo malabarismos e sendo conduzidos de maneira perigosa foram multados. Durante a ação, foram realizadas 28 autuações.

“Existe um mapeamento dos locais em que o problema existe, que leva em conta as reclamações da população recebidas pela Prefeitura. Com base nisso, é feita uma operação planejada com a participação da Polícia Militar, Guarda Municipal e da Fiscalização”, explicou o secretário municipal de Segurança, Paulo Roberto Madureira Sales.

Entre os locais que foram atendidos durante o final de semana estão as regiões das ruas Narciso Lucarini e Ricardo Vilela, no Parque Monte Líbano (próximo à Universidade de Mogi das Cruzes), o Parque Botyra Camorim Gatti (atrás do prédio sede da Prefeitura de Mogi) e a Praça Francisca de Campos Mello Freire, conhecida como “Praça dos Enfartados”, no Parque Monte Líbano.

Após a ação, os locais receberam serviços de limpeza, realizados pelas equipes do Departamento de Limpeza Pública da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos.

A população pode fazer denúncias sobre pertubação do sossego e desrespeito à Lei do Silêncio pelo telefone 153, da Ciemp, ou pode registrar reclamações pelo telefone 156, da Ouvidoria Municipal