Em constante crescimento, Suzano completa 71 anos nesta quinta-feira, dia 2 de abril, com olhar para o futuro

Município teve o maior índice de desenvolvimento no Estado de São Paulo, segundo pesquisa

 

DE SUZANO – Nesta quinta-feira (02/04),  Suzano completa 71 anos de emancipação político-administrativa, com o título de município que mais se desenvolveu no Estado de São Paulo, segundo a pesquisa “Desafios da Gestão Municipal (DGM) 2020”, elaborada pela consultoria Macroplan. E apesar de ter muito o que comemorar, a cidade busca, neste momento, cuidar de seus mais de 300 mil habitantes diante da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19).

Desde o começo de março, Suzano realizou uma série de intervenções, com publicações de decretos em alinhamento com o Ministério Público, Câmara Municipal e governo do Estado. Entre as medidas, estão o anúncio da telemedicina, com atendimento virtual de pacientes com sintomas de Covid-19; a conquista da abertura de 90 leitos no Hospital Auxiliar das Clínicas (HC), instalado na cidade; a criação de mais 70 leitos de observação, que ficarão na Arena Suzano; pulverização em prédios da Saúde e em locais de grande movimentação da cidade; entre outros.

“Neste dia, que seria de celebração por tantas conquistas e pela retomada do desenvolvimento, nossos esforços estão centrados na proteção da família suzanense, em cuidar das pessoas. Com o trabalho de proteção da cidade, tenho certeza de que, ao fim da pandemia, todos os cidadãos poderão usufruir dos nossos serviços com saúde e segurança”, disse o prefeito Rodrigo Ashiuchi, referindo-se às pessoas que participam das atividades da prefeitura, como as mais de 20 mil atendidas em aulas e oficinas das Secretarias Municipais de Cultura e de Esportes e Lazer, assim como os 27 mil alunos da rede municipal de ensino.

Atualmente, Suzano também recebe milhares de pessoas nas mais de 70 academias ao ar livre, instaladas pela atual gestão, bem como as atividades nos quatro centros culturais, que foram totalmente reformados pela administração municipal, e nos dois equipamentos inaugurados em 2018: Cineteatro Wilma Bentivegna e Centro de Artes e Esportes Unificado (CEU) Alberto de Sousa Candido, este último entregue depois de seis anos do início de sua construção, no Jardim Gardênia Azul.

Serviços essenciais

Ashiuchi destacou ainda que os serviços essenciais continuam, dando destaque às Secretarias Municipais de Saúde, de Segurança Cidadã e de Assistência e Desenvolvimento Social. “Recentemente, realizamos o chamamento de 60 novos agentes da Guarda Civil Municipal (GCM), que vão integrar o patrulhamento diário, e também nossa Central de Segurança Integrada (CSI), que inauguramos ano passado, tendo atuado de forma eficiente no combate à criminalidade no município”.

Além disso, Ashiuchi pontuou conquistas para o setor, como armamento e aquisição de novos equipamentos e veículos, como coletes balísticos, viaturas, base móvel e rádios; o título da Patrulha Maria da Penha como melhor projeto brasileiro, concedido pelo Fórum Nacional de Segurança Pública; entre outros.

Sobre a Assistência Social e o Fundo Social de Solidariedade, o prefeito falou da atuação e apoio às famílias que vivem em situação de vulnerabilidade, com a entrega de cestas básicas. “Nossa gestão buscou humanizar os serviços e melhor atender as pessoas, desconstruindo a barreira entre os cidadãos e a prefeitura. Para tanto, nossas ações sociais deram um novo tom à administração pública, com entregas importantes nos últimos anos, como o Centro de Referência em Assistência Social (Cras) Jorge Moreira (Casa Branca), o Cras Palmeiras, o Centro Dia do Idoso. Este último, atende até 50 idosos semi-dependentes no Jardim Revista, oferecendo cuidados especiais e oficinas por meio da convivência e fortalecimento de vínculos. Os exemplos demonstram que o bem-estar da população é nossa prioridade”, defendeu.

Já a área da Saúde recebeu uma grande atenção desde o começo de 2017, logo com a entrega do
Centro de Abastecimento Farmacêutico (CAF), subindo a cesta básica de remédios de 12% para 95% de sua totalidade; com a inauguração das Unidades de Saúde da Família (USFs) do Jardim Brasil, do Jardim Revista e do Jardim Suzanópolis, ao passo em que reformou o Pronto Atendimento de Palmeiras, o Pronto-Socorro (PS) Municipal Adulto e Infantil, além de quase todos os postos de saúde.

“Conseguimos tirar o prédio da Santa Casa de Misericórdia do leilão, apresentando um plano de pagamento de uma dívida que vinha se arrastando há mais de 20 anos. Também contratamos mais médicos e agora solicitei extrema urgência na celeridade das obras da Clínica da Família, que vai substituir a antiga obra abandonada da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Jardim Revista, e da UBS do Jardim Monte Cristo, bem como a reforma da UBS Prefeito Alberto Nunes Martins – CS II e Dr. Isaack Oguime – Parque Maria Helena e do PS Adulto”, detalhou.

E foi a inauguração dessas obras, inclusive, que marcaram a atual gestão, que findou com “esqueletos antigos”: Suzano Skate Park, abandonado por dois anos; Arena Suzano, que foi entregue após duas décadas; e a Marginal do Una, inaugurada depois de 22 anos do começo de sua construção, tendo dado uma nova cara para a mobilidade urbana da cidade, que teve ao longo dos últimos três anos 60 quilômetros de recapeamento.

“Do trevo Dona Benta, que foi totalmente reformulado, até a Rodovia Índio Tibiriça (SP-031), passando pelas avenidas Francisco Marengo, Vereador João Batista Fitipaldi e Marginal do Una, temos um novo corredor viário que sai da região sul e vai à zona norte. Tivemos bairros totalmente recapeados, como o Jardim Natal, Vila Fátima e Parque Buenos Aires, por exemplo”, pontuou.

Levantamentos

E foi por causa da somatória de todos os serviços, novas entregas e pela humanização no atendimento às famílias, que Suzano se destaca nos indicadores nacionais, haja vista que o levantamento “Desafios da Gestão Municipal (DGM) 2020” apresenta o município como a quinta cidade brasileira que mais avançou no País, sendo a única do Alto Tietê e a primeira do Estado de São Paulo a figurar entre as dez que mais evoluíram na década.

No ranking do Trata Brasil, levantamento anual que avalia a qualidade do saneamento básico no País, Suzano está em 15º, entre as cem maiores cidades brasileiras, sendo ainda a 9ª do Estado de São Paulo e a 1ª da região do Alto Tietê. Já o ranking do Programa Município Verde Azul, que verifica e apoia a gestão ambiental dos 645 municípios paulistas, a cidade subiu 260 posições, um avanço de 512%, estando no 188º lugar.

“A evolução de Suzano nos últimos anos mostra que a cidade está no caminho certo. O orgulho suzanense está na retomada e entrega de obras importantes, na geração de emprego, nos investimentos em segurança, saúde e educação. Tudo creditado pela confiança na administração, que já alcançou o título ‘A+’ na Secretaria de Tesouro Nacional. Seguimos firmes no enfrentamento ao Covid-19 para que possamos, em breve, continuar com o nosso trabalho de desenvolvimento da cidade”, concluiu.

Fotos: Wanderley Costa/Secop Suzano