Dia D de Combate à Diabetes tem eventos nesta sexta, 23, em Mogi

Data de foco na doença foi no dia 14, mas nesta sexta, 23, será o  o Dia “D” de Combate à Diabetes

 

Para comemorar o Dia Mundial do Diabetes, celebrado em 14 de novembro, a Secretaria Municipal de Saúde promove nesta sexta-feira (23/11) o Dia “D” de Combate à Diabetes, na Escola Estadual Professor Camilo Faustino Melo, que fica na rua Elisa Dasambiágio, nº 209, na Vila Oliveira. O evento será realizado das 8 às 17 horas em parceria com a Universidade de Mogi das Cruzes (UMC).

O atendimento será aberto ao público e reunirá diversos serviços como aferição de pressão arterial, informações sobre diabetes e outras doenças, dicas de alimentação saudável e orientações sobre primeiros socorros, queimaduras, parada respiratória, convulsões, epilepsia e cuidados com animais peçonhentos, entre outros temas.

“Será um evento aberto à comunidade, onde vamos apresentar vários temas de interesse e importância na prevenção e cuidados, em especial sobre diabetes”, afirma a enfermeira Cice Strelec.

Na última quarta-feira (14/11), o Programa Controle em Casa promoveu uma palestra para pacientes e seus familiares na sala de reuniões do Pró-Mulher. Os temas abordados foram os cuidados de rotina, com a oportunidade de esclarecimento das principais dúvidas com os profissionais participantes.

Em Mogi das Cruzes, a Secretaria Municipal de Saúde desenvolve o Programa Hiperdia, em parceria com o Ministério da Saúde, que implica na detecção do paciente diabético e seu cadastramento para melhor planejamento de ações, compra e distribuição de medicamentos. Por iniciativa própria, a Prefeitura também mantém o Programa Controle em Casa, que atende atualmente 4.690 pacientes diabéticos insulinos-dependentes com o fornecimento de glicosímetros, tiras reagentes e lancetas em quantidade necessária para realizar o teste de glicemia capilar na residência para controle e acompanhamento dos níveis glicêmicos.

Existem dois tipos de diabetes. A do tipo 1 é uma doença autoimune que pode ocorrer a qualquer momento, mas, na grande maioria dos casos, surge na infância e adolescência. Já a diabetes do tipo 2 tem característica genética e ocorre principalmente quando o indivíduo tem predisposição para a doença, está acima do peso, mantém alimentação inadequada, entre outros fatores de risco. Estes casos são mais comuns a partir dos 40 anos.

Uma alimentação adequada e balanceada permite maior controle da glicemia e contribui para uma vida mais saudável, assim como outros hábitos saudáveis, como a prática de esportes, são importantes aliados para os pacientes e sua qualidade de vida.