Descarte irregular de lixo em ruas é um problema sério em Poá

Nem bem a Prefeitura limpa uma área e muitos pontos da cidade voltam a ter entulho e lixo irregular

 

O descarte de lixo irregularmente em terrenos baldios, ruas e praças é um problema que afeta muitas cidades brasileiras. E em Poá, uma das dez cidades do Alto Tietê, isso não é diferente.Na última sexta-feira, (5), equipes da Secretaria de Serviços Urbanos realizaram um trabalho de zeladoria e limpeza em diversas ruas de Calmon Viana, distrito poaense. Porém, na última segunda-feira (8), muitos pontos já estavam novamente com entulho e lixo.

A administração municipal alerta que é crime ambiental o descarte de resíduos em local não licenciado, conforme a Lei Federal nº 9.605/98. A Prefeitura de Poá conta ainda com o Departamento de Fiscalização e realiza uma campanha de conscientização para manter a cidade limpa e longe de focos de doenças.

“Além de a administração pública fazer a parte dela é necessário que a população colabore evitando jogar lixo doméstico ou entulhos em locais públicos e em terrenos baldios. A participação dos poaenses é importantíssima”, pedem integrantes da Secretaria de Serviços Urbanos.

Veja alguns problemas sérios que atingem toda a população, originados pelo ato de jogar lixo em locais indevidos:

1. DOENÇAS:

O lixo jogado em lugares indevidos pode servir de abrigo e alimento para animais e insetos que são vetores de doenças. As mais comuns são a leptospirose, peste bubônica e tifo murino, causadas pelos ratos, além de febre tifóide e cólera causadas por baratas, malária, febre amarela, dengue, leishmaniose e elefantíase, transmitidas por moscas, mosquitos e pernilongos.

Ratos atraídos pelo acúmulo de lixo são
famosos vetores de doenças

1. ENCHENTES:

Em tempos de chuva, o acúmulo de lixo em regiões inadequadas pode trazer mais perigos. O lixo disposto clandestinamente em locais como terrenos baldios, margens de córregos, rios e de ruas contribui diretamente com as enchentes, o qual vem potencializar as mesmas. Entope as ‘bocas de lobo’ e as galerias de água fluvial, além de assorear os córregos e rios, o que diminui consideravelmente a vazão dos mesmos. O entupimento de bueiros consequentemente causa enchentes, que podem afetar a sua casa, o seu carro, os transportes públicos, além de que pode matar pessoas e animais.

Enchente muitas vezes é causada pelo acúmulo
de lixo nos bueiros…
Lixo acumulado em bueiro, problemas a vista

3. POLUIÇÃO DOS CURSOS DE ÁGUA
QUE PASSAM PELA CIDADE:

Em várias cidades, principalmente nas periferias, infelizmente é comum ver “ilhas” de lixo flutuando pelos córregos e que depois desaguam em rios maiores, como o Tietê, em nossa região. Muitas pessoas culpam o poder público por essa quantidade de lixo nos cursos dágua. Mas será que a culpa é realmente apenas da esfera pública?

Ao jogar lixo na rua, seja uma embalagem, uma bituca de cigarro, um panfleto, lata de refrigerante ou qualquer outra coisa, esse lixo poderá ser “transportado” diretamente para os cursos de água que passam pela cidade. Isso ocorre pois a chuva leva esses resíduos aos bueiros e consequentemente aos rios que atravessam a cidade. As enchentes espalham o lixo e contaminam a água e alimentos.

A maioria das cidades no Brasil tem seus cursos
d’água de perímetro urbano parcialmente
ou totalmente poluídos

4. CONTAMINAÇÃO DA ÁGUA E
DO SOLO E EMISSÃO DE GASES TÓXICOS:

O lixo também pode gerar chorume e contaminar a água e o solo. Contribuindo também para a emissão de gases tóxicos. O lixo produz gases que fazem mal à saúde dos seres vivos e do planeta, como o gás metano e o gás sulfídrico. Esses gases poluem o ar e podem causar doenças respiratórias.

Lixo acumulado, mal cheiro, insetos e doenças

 

Não fique quieto: denuncie!

Denúncias do descarte irregular de lixo em ruas ou outras áreas em qualquer região de Poá podem ser realizadas no telefone: 4634-1666 ou 153.

Calmon Viana: nem bem a Prefeitura de Poá limpa uma área e muitos pontos da cidade voltam a ter entulho e lixo irregular