Profac: veja projetos habilitados e inabilitados nos editais em Mogi

 

DE MOGI DAS CRUZES – A Secretaria Municipal de Cultura e Turismo acaba de divulgar, na tarde desta quinta-feira (11/04) a relação de projetos habilitados e inabilitados após o término do período de inscrições dos últimos editais do Programa de Fomento à Arte e Cultura de Mogi das Cruzes – PROFAC. Foram, ao todo, 17 projetos habilitados e 54 inabilitados.

Veja a relação

Os projetos habilitados já foram enviados à Comissão de Análise de Projetos (CAP), para que sejam analisados e aprovados ou não. Já os inabilitados ainda têm prazo de ingressar com recurso – são cinco dias contados a partir da publicação, feita nesta quarta-feira (10/04). Mas vale destacar que, para casos em que não foram apresentados documentos obrigatórios, não será possível reverter a inabilitação.

Com base nesse resultado, a Secretaria de Cultura e Turismo dará continuidade ao programa de formação e orientação aos proponentes, que foi concretizada nesse último período de inscrição sob a forma de três plantões de dúvidas, realizados em quintas-feiras, na própria sede da Cultura.

“Percebemos que é preciso dar continuidade a esse programa de formação. A grande maioria das inabilitações ocorreu em razão de pequenos deslizes, como uma certidão vencida, então precisamos continuar orientando”, explica o secretário municipal de Cultura e Turismo, Mateus Sartori.

Caso não sejam preenchidas as cotas mínimas de projetos a serem contemplados, conforme previsto inicialmente nos editais, novos editais podem ser lançados.

Dos 17 projetos habilitados, são três do segmento de artes cênicas, dois do segmento de dança, 3 de cinema, vídeos e multimeios, dois de transversalidade cultural, três de literatura e publicações e cinco do segmento de mostras e festivais.

O PROFAC é um instrumento de fomento à realização de projetos culturais na cidade, que permite a transferência de recursos públicos aos responsáveis pelos projetos aprovados.

Desde que foi lançado, em junho de 2017, o PROFAC já beneficiou 17 projetos e 3 territórios culturais, com a transferência total de R$ 400 mil. Para esses últimos editais lançados, o total de recursos a ser destinado é de R$ 260 mil, provenientes do Fundo Municipal de Cultura.