Covid-19: segunda, 29, Alto Tietê-Condemat: 1.257 mortos, 16.189 casos e 10.478 curados; País: 58.314 mortos, 1.368.195 casos e 757.462 curados

12 cidades do Alto Tietê-Condemat teve 81 mortes entre noite de sexta (26), o sábado (27), domingo (28) e esta segunda-feira (29/06) No Alto Tietê geográfico, sem Guarulhos e Santa Branca, os mortos são 638

 

PAULO QUARESMA – DO CORREIO INDEPENDENTE * – Foram registradas 81 mortes por Covid-19 entre a noite de sexta-feira (26/06), o sábado (27/06), o domingo (28/06) e esta segunda-feira (29/07) nas 12 cidades do Alto Tietê – região do Condemat (as dez do Alto Tietê geográfico, mais Guarulhos e Santa Branca). O total geral agora é de 1.257 vítimas fatais – o que representa uma taxa de letalidade de 7,7%, inferior ao registrado na semana passada.

Se contabilizarmos somente as dez cidades do Alto Tietê geográfico – (exceto Guarulhos e Santa Branca, que juntas contabilizam 619 mortos), o número de vitimas fatais pela doença e de 638.

Vale lembrar que o Condemat (Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê) representa dez cidades do Alto Tietê geográfico – Arujá, Biritiba Mirim, Ferraz de Vasconcelos, Guararema, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poá, Salesópolis, Santa Isabel e Suzano – mais Guarulhos e Santa Branca. No total, cerca de três milhões de pessoas vivem nesses 12 municípios.

As cidades de Guarulhos (617 registros), Mogi das Cruzes (159) e Itaquaquecetuba (121) lideram as estatísticas de óbitos na área do Alto Tietê-Condemat.

Casos da doença na região

Desde o primeiro caso confirmado de Covid-19, registrado oficialmente em março – e com a conclusão das estatísticas do final de semana e desta segunda-feira (29/06), a área do Condemat tem 16.189 pessoas infectadas pela doença.

Outros 8.200 pacientes aguardam o resultado de exames laboratoriais e enquanto não for confirmada ou descartada a Covid.

De acordo com planilha do Condemat, até o momento, as 12 cidades da região tiveram 51.658 notificações do Coronavírus, das quais 23.040 foram descartados.

Cresce também, a cada dia, o número de pacientes que contraíram a Covid-19 e se recuperaram da doença. Nas 12 cidades do Alto Tietê, a região chega nesta segunda-feira com 10.478 pessoas curadas – o que corresponde a 65% do total de infectados.

Lembrando que Guarulhos – o município recorde em todos os itens – só atualiza o número de pacientes recuperados às quintas-feiras.

Vale destacar, ainda, que Guarulhos também deixou de informar sexo e idade das vítimas fatais de Covid-19, desde a quinta-feira passada, 25 de junho.

 

Região registra desaceleração no número de mortos pela doença

O Condemat fez uma comparação entre dois períodos deste mês de junho e os números mostram que está havendo uma desaceleração no número de mortos nas 12 cidades do Alto Tietê-Condemat.

Isso porque enquanto entre os dias 12 e 18 de junho foram contabilizadas 156 novas vítimas fatais (18,4% de evolução dentro da semana), no período sequente, de 19 a 25 de junho, as mortes somaram 121 casos (11,7% de evolução). Vale ressaltar que neste último período o total de óbitos no Estado de São Paulo cresceu 12,5%.

 

Capacidade hospitalar

Em 11 das 12 cidades do Alto Tietê-Condemat  (a exceção é Santa Branca), existem atualmente 470 leitos de UTI Covid-19, o que representa aproximadamente 50% de acréscimo desde o início da pandemia. Com isso, a média é de 15,7 leitos a cada 100 mil habitantes. A taxa de ocupação é inferior a 60% (dado do último dia 23, considerando os últimos sete dias).

Na próxima semana a capacidade hospitalar do Alto Tietê será ampliada com a abertura do Hospital das Clínicas – Auxiliar de Suzano para atendimento de pacientes da região. A data prometida pelo Estado é dia 30, com previsão inicial de 10 leitos de UTI Covid-19 e 30 de Clínica Médica. Pelo compromisso firmado com o Condemat e o Ministério Público Federal, o cronograma de investimento do Estado para esse mês contempla também a disponibilidade de leitos no Hospital Dr. Arnaldo Pezzutti Cavalcanti, no Santo Angelo,em Mogi das Cruzes.

 

Os mortos do sábado, domingo e segunda (27, 28 e 29/06), no Alto Tietê-Condemat

As 81 vítimas fatais da região do Alto Tietê-Condemat – entre a noite de sexta-feira (26/06), o sábado (27/06), domingo (28/06) e esta segunda-feira – oficializados pelas Vigilâncias Epidemiológicas municipais, das cidades nas cidades de Ferraz de Vasconcelos, Guarulhos, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poá, Santa Isabel e Suzano.  – veja as cidades, casos, sexos e idades abaixo.

 

Ferraz de Vasconcelos: Mulher – 77 anos.

Guarulhos: 59 óbitos – perfis não divulgados – (Desde quinta, 25/06, a Vigilância Epidemiológica da cidade alterou a forma de divulgação e não mais disponibiliza as informações de sexo e idade por caso).

Itaquaquecetuba: Mulher – 45 anos, Mulher – 79 anos, Homem – 55 anos, Homem – 66 anos.

Mogi das Cruzes: Homem – 75 anos, Homem – 65 anos, Mulher – 78 anos, Homem – 79 anos, Mulher – 70 anos.

Poá: Homem – 70 anos, Homem – 69 anos, Homem – 85 anos, Mulher – 82 anos.

Santa Isabel: Homem – 43 anos, Homem – 70 anos.

Suzano: Homem – 66 anos, Homem – 51 anos, Homem – 68 anos, Mulher – 42 anos,Homem – 86 anos, Homem – 79 anos.

________

Ranking de mortos no Alto Tiete-Condemat até esta segunda-feira, 29 de junho

Guarulhos – 617 mortos
Mogi das Cruzes – 159
Itaquaquecetuba – 131
Suzano – 106
Ferraz de Vasconcelos – 74
Poá – 57
Santa Isabel – 40
Arujá – 39
Guararema – 16
Biritiba Mirim – 10

Salesópolis – 5
Santa Branca – 2 
Total – 1.257 mortos

 

  Ranking de infectados no Alto Tiete-Condemat até esta segunda-feira, 29 de junho

Guarulhos – 8.866 infectados
Mogi das Cruzes – 2.037
Suzano – 1.568
Itaquaquecetuba – 1.138
Ferraz de Vasconcelos – 745
Arujá – 589
Poá – 527
Santa Isabel – 387
Guararema – 151

Biritiba Mirim – 80
Salesópolis – 51
Santa Branca – 50
Total – 16.189 casos confirmados 

 

  Ranking de curados no Alto Tiete-Condemat até esta segunda-feira, 29 de junho

Guarulhos – 6.349 recuperados
Mogi das Cruzes – 1.322
Suzano – 1.072
Arujá – 466
Itaquaquecetuba – 390
Santa Isabel – 285
Ferraz de Vasconcelos – 273
Poá – 159
Guararema – 86
Biritiba Mirim – 50
Salesópolis – 26
Santa Branca – 0
Total – 10.478 recuperados

 

 

Planilha do Coronavírus nas 12 cidades do Alto Tietê-Condemat – 29.06.2020

 

______________

País: 58.314 mortos, 1.368.195 casos e 757.462 curados nesta segunda-feira, 29

 

PAULO QUARESMA – DO CORREIO INDEPENDENTE * – De acordo com o Ministério da Saúde, nas últimas 24 horas, o Brasil registrou 692 novas mortes registradas em função da Covid-19, de acordo com atualização do Ministério da Saúde divulgada nesta segunda-feira (29/06). Com esses acréscimos às estatísticas, o país chegou a 58.314 óbitos em função da pandemia do novo Coronavírus. No entanto, o ministério adverte que a maior parte aconteceu em outros períodos, mas tiveram conclusão das investigações com confirmações das causas por Covid-19 apenas neste período. Do total, 349 óbitos foram confirmados nos últimos três dias. No  País, ainda há 3.954 óbitos que seguem em investigação.

A taxa de letalidade (número de mortes pelo total de casos) ficou em 4,3%. A mortalidade (quantidade de óbitos por 100 mil habitantes) atingiu 27,7. A incidência dos casos de Covid-19 por 100 mil habitantes é de 651,1.

 

Número de casos

Já no número de casos de pessoas infectadas pela doença, nas últimas 24 horas foram adicionadas às estatísticas mais 24.052 casos confirmados de covid-19. Com isso, o Brasil atinge 1.368.195 milhões de casos acumulados da doença.

O balanço do Ministério da Saúde aponta 552.419 pacientes ainda em observação.

 

Cresce a cada dia o número de pacientes curados

O Ministério da Saúde registrou nesta segunda-feira (29) o total de 757.462 pessoas curadas do coronavírus em todo o Brasil. O número é superior à quantidade de casos ativos no país (552.419), que são pacientes em acompanhamento médico. Atualmente, o registro dos curados já representa mais da metade do total de casos acumulados (55,4%). As informações estão atualizadas até as 18h30 e foram enviadas pelas Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde.

 

Cardiopatas, diabéticos e maiores de 60 anos

De acordo com o Ministério da Saúde, as comorbidades ou fatores de risco mais frequentes dentre as vítimas fatais por Covid-19 notificados são cardiopatia e diabetes, sendo que a maior parte desses casos que evoluíram ao óbito eram indivíduos com 60 ou mais anos de idade.

 

Regiões mais afetadas pela doença

A região com mais óbitos por Covid-19 é o Sudeste, com 26.807. É nela onde estão os dois estados com maior número de vítimas: São Paulo (14.398) e Rio de Janeiro (9.848). Em seguida vem a região Nordeste, com 18.923 vítimas da doença.

Os estados nordestinos com mais vítimas são Ceará (6.076) e Pernambuco (4.782).

Boletim epidemiológico covid-19
Boletim epidemiológico covid-19 – Ministério da Saúde

 

____________

Não se esqueça: primeiro caso da doença no Brasil, já em pleno “fervo do Carnaval”

 

Vale destacar que o primeiro caso de paciente infectado pela Covid-19 no Brasil foi registrado em 26 de fevereiro de 2020,em pleno Carnaval, onde milhões de turistas, nacionais e internacionais, vieram para São Paulo, foram ao Rio de Janeiro e para várias regiões do Nordeste. Na ocasião, nenhuma autoridade estadual contestou o fato das enormes aglomerações pela folia.

Pelo Twitter, o ex-ministro da Saúde, Nelson Tech, na segunda-feira (22/06) confirmou essa tese como uma das que fez o vírus se espalhar com muita rapidez por todo o Brasil.

Essa afirmação tem base, agora, em um novo estudo que comprova que o vírus já circulava pelo País em fevereiro.

Já a primeira morte oficial pela doença foi registrada em 12 de março de 2020, dando mais força a tese de que o Carnaval foi pernicioso na disseminação do vírus – incentivado principalmente pelos governadores João Doria, de São Paulo, Wilson Witzel, do Rio de Janeiro, governantes do Nordeste e por emissoras de TV, como a Rede Globo, Band, entre outras, cuja programação artística e comercial lucra com a folia.

 

Clique e veja painel geral do País, incluindo dados de todos os municípios, no novo site  no http://susanalitico.saude.gov.br/#/dashboard/

 

*Com Condemat, Agência Brasil e Ministério da Saúde

 

Foto: Arquivo