Chefão do PCC e rei do tráfico, Anderson Lacerda Pereira, ‘fã de Escobar’, mantinha mini zoológico particular em Santa Isabel

Anderson Lacerda Pereira, do PCC, dono do sítio, está foragido. Ele é um dos maiores traficantes de drogas e chefe de fraudes no Alto Tietê

 

PAULO QUARESMA – DO CORREIO INDEPENDENTE – A Polícia Militar Ambiental encontrou nesta quinta-feira 930/07) um mini zoológico na área rural de Santa Isabel, uma das cidades do Alto Tietê – subregião leste da Grande São Paulo. Vários animais silvestres, incluindo um jacaré, foram apreendidos. O local é de propriedade do chefão do Primeiro Comando da Capital (PCC), Anderson Lacerda Pereira, um dos principais traficantes do País, que segue foragido. No sítio também havia armamentos.

Na chácara, de alto padrão, há um campo de futebol, quadra de tênis, piscinas e casa luxuosa com vários cômodos, com lagos, e além dos animais silvestres, havia ainda cavalos, ovelhas e cabras.

Anderson é apontado pela Polícia Civil como o chefe da quadrilha que age no Alto Tietê, e que nesta mesma quinta-feira viu o vice-prefeito de Arujá – cidade vizinha a Santa Isabel – Márcio José de Oliveira (Republicanos), ser preso com mais 7 pessoas, na segunda fase da Operação “Soldi Sporchi“, comandada pelo 4º Distrito Policial de Guarulhos. Nesse dia, foram feitas buscas inclusive na prefeitura arujasense. Ao todo, a Justiça expediu 12 mandados de prisão temporária e e 20 de busca e apreensão por envolvimento em lavagem de dinheiro e organização criminosa.

No em Santa Isabel, além do jacaré, os policiais ambientais encontraram ainda um jabuti, uma arara canindé, dois periquitos maracanã, e também um outro jacaré, só que morto. O animal, congelado, estava dentro de um freezer. Armamentos também foram encontrados pelos policiais.

Para resgatar o jacaré que estava em um lago no sítio, foram necessários quatro policiais ambientais, que tiveram muita dificuldades para conseguir domar o animal, para levá-lo ao para o Centro de Recuperação de Animais Silvestres (Cras-PET) de São Paulo, instalado dentro do Parque Ecológico Tietê, onde os outros também foram transportados.

A Polícia Ambiental, que chegou ao sítio após investigações, acredita que o traficante iria sim instalar no local um mini zoológico. “Todos os animais estavam em uma situação inadequada, além de mantidos de uma forma ilegal”, disse o policial militar ambiental Leandro Ribeiro Lima.

Além de envolvimento em operações no Alto Tietê, onde tem cerca de 20 casas em um condomínio de luxo de Arujá e atuava no desvio de dinheiro público da Prefeitura de Arujá (leia no fim do texto), Anderson é apontado pela Polícia Civil como um dos responsáveis pelo envio de toneladas de cocaína, pelo Porto de Santos, para a máfia italiana Ndrangheta, tida como sucessora da Cosa Nostra.

 

Fã de Pablo Escobar

De acordo com a Polícia Civil, o chefão do PCC Anderson Lacerda Pereira, que segue foragido é fã do maior traficante de drogas do mundo, Pablo Emilio Escobar Gaviria, chefe do Cartel de Medellín. O colombiano que conquistou fama mundial como “o senhor da droga colombiano”, tornando-se um dos homens mais ricos do mundo graças ao tráfico de cocaína nos Estados Unidos e outros países. Membros dos governos norte-americano e colombiano, repórteres de jornais e o público em geral o consideram o mais brutal, impiedoso, ambicioso e poderoso traficante da história

Escobar, que seria ídolo do traficante do PCC Anderson, acabou morto em 2 de dezembro de 1993. por uma ação conjunta do Comando Conjunto de Operações Especiais, a Força Administrativa de Narcóticos (Drug Enforcement Administration), o DEA, a Polícia Colombiana, e o grupo Los Pepes.

Pablo Escobar mantinha um zoológico particular na famosa Hacienda Nápoles, que funcionou por muito tempo com base das operações ilegais do traficante.

O traficante Anderson Lacerda Pereira, apontado pela Polícia Civil como o chefe do PCC, fã de Pablo Escobar