Mãe de detento do CDP de Suzano envia droga K4 escondida em alimentos

É a segunda apreensão desse tipo de droga nos últimos dias no CDP suzanense

 

PAULO QUARESMA – DO CORREIO INDEPENDENTE – Três dias após a apreensão de droga sintética enviada por mãe de detento para o CDP (Centro de Detenção Provisória) de Suzano, os agentes da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) encontraram outra remessa, da mesma droga e também feita por uma mãe de dento, nesta segunda-feira (26/10).

Segundo a SAP, a droga também foi enviada pelos Correios, por Sedex. Por volta das 9h30 desta segunda-feira, um agente fazia a vistoria em itens enviados por parentes de detentos, via Correios, e quando abriu uma caixa se deparou com fatias de mortadela e queijo. Segundo a secretaria, entre as fatias de mortadela havia 8 pedaços de folha de K4 – também conhecida como maconha sintética.

A SAP informou que os responsáveis pelo CDP de Suzano encaminharam o material apreendido para a Delegacia Central de Polícia da cidade, onde foi registrado um Boletim de Ocorrência. De acordo com a SAP, as unidades prisionais abriram procedimento disciplinar para averiguar se houve a participação dos presos. Os parentes também serão investigados pela Polícia Civil.

“É válido informar que os familiares são orientados a não enviarem alimentos perecíveis pelos correios, por causa do risco de contaminação”, reforça a SAP.

Foto: SAP/Divulgação