Polícia Civil investiga tenista Feijão e a irmã Maria Clara por suposta propagação do Coronavírus em Mogi das Cruzes

Caso chegou ao distrito policial mogiano por meio de um promotor de justiça PAULO QUARESMA – DO CORREIO INDEPENDENTE – A Polícia Civil de Mogi das Cruzes foi acionada na tarde deste sábado (21/03) por um Promotor de Justiça do Ministério Público do Estado de São Paulo, para apurar uma suposta propagação do Coronavírus na cidade, após a publicação de um vídeo no perfil oficial do tenista João de Souza – o Feijão, no Instagram (perfil @feijaosouza) – em que um diálogo entre ele e a irmã, Maria Clara (perfil @mclarassouza), sugere que isso tenha acontecido. Na Polícia Civil, um Boletim de Ocorrência foi registrado para investigar se João Souza e a irmã Maria Clara  cometeram crimes definidos nos artigos 267 (epidemia) e 268 (infração de medida sanitária administrativa), ambos do Código Penal. O diálogo foi o seguinte:

— Você levou, você levou (Feijão ri) o Coronavírus para Mogi — brincou o ex-tenista.

Ler mais