Governo Federal propõe salário mínimo de R$ 1.040,00 em 2020

Wellton Máximo e Jonas Valente – Agência Brasil – Brasília – Pela primeira vez, o valor do salário mínimo ultrapassará R$ 1 mil. O governo propôs salário mínimo de R$ 1.040,00 para 2020, o que representa alta de 4,2% em relação ao atual (R$ 998,00). O valor consta do projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2018, apresentado nesta segunda-feira (15/04) pelo secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues.

Ler mais

Europa lança diretrizes éticas para o uso da inteligência artificial

Jonas Valente – Agência Brasil – Brasília – Um grupo de especialistas da União Europeia divulgou nesta semana um documento com diretrizes éticas para nortear o desenvolvimento de tecnologias de inteligência artificial. Estas são utilizadas em diversas atividades, da seleção as publicações mostradas nas redes sociais a sistemas de avaliação de crédito.

Ler mais

Novo Ensino Médio terá formação ao Empreendedorismo e investigação científica

Mariana Tokarnia – Agência Brasil – Brasília – O novo ensino médio terá formação mais voltada para o empreendedorismo, a investigação científica, os processos criativos e a mediação e intervenção sociocultural. Estes são os eixos que vão orientar os chamados itinerários formativos, ou seja, as atividades que os estudantes poderão escolher. O modelo deverá ser implementado nas escolas públicas e privadas do país até 2021.

Ler mais

Horário de Verão vai deixar de existir a partir do final de 2019, avisa Bolsonaro

Pedro Rafael Vilela – Agência Brasil – Brasília – O presidente Jair Bolsonaro afirmou neta sexta-feira (05/04) que decidiu não adotar o Horário de Verão a partir de outubro deste ano (versão 2019-2020). Segundo ele, a decisão foi baseada em um parecer do ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, que aponta pouca efetividade na economia energética.

Ler mais

Moro diz que “policiais não precisam tomar tiro de fuzil para reagir”

Vinicius Lisboa – Agência Brasil –  Rio de Janeiro – O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, disse nesta segunda-feira (02/04) que precisa entender melhor as circunstâncias em que o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel,  propôs utilizar atiradores de elite contra criminosos com fuzil, mas afirmou que “policiais não precisam tomar um tiro de fuzil para reagir”. Moro participou da feira LAAD Defesa e Segurança, no Rio de Janeiro, onde ministrou uma palestra.

Ler mais